Adolescente apontado como autor de homicídio é ouvido pela Polícia Civil em Muriaé

O menor confessou ter torturado e jogado a vítima amarrada, ainda com vida, dentro do Rio Preto em Muriaé. Nesta terça-feira (13), a Polícia Civil conseguiu identificar e capturar um adolescente de 17 anos, morador do bairro União em Muriaé, apontado como responsável pela morte de outro adolescente, de mesma idade, no último domingo (11). A vítima, identificada como Dejair Fernandes Da Silva (foto abaixo), teve as mãos amarradas e foi jogada no Rio Preto . Dejair foi morto com requintes de crueldade Foto: Rede Social De acordo com as investigações realizadas pela Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o autor é apontado como gerente do tráfico de drogas no bairro União. A motivação foi o roubo de um celular de uma moradora do bairro pela vítima. O adolescente, como líder do tráfico no local, resolveu fazer justiça com as próprias mãos, para servir de exemplo para todos. Ele contou que torturou a vítima com pauladas e que depois teria amarrado as mão

Preso suspeito de integrar grupo que aplicava golpes pela internet na Zona da Mata e no Sul de Minas

Na quarta-feira (24), uma ação integrada entre a Polícia Civil de Minas Gerais e as Polícias Civil e Militar do Estado do Rio de Janeiro resultou na localização e na prisão, no município de Itaperuna (RJ), de um foragido da Justiça, 35 anos, com mandado de prisão preventiva expedido pela Vara Criminal da comarca de Muriaé. Apurações indicaram que ele seria integrante de uma associação criminosa suspeita de cometer fraudes na rede mundial de computadores (internet), por meio de negociações realizadas em redes sociais. A manobra foi realizada pela Delegacia de Defraudações da 4ª Delegacia Regional em Muriaé, em parceria com policiais civis da 143ª Delegacia em Itaperuna e com policiais militares do 29º Batalhão da mesma cidade.

Foto: Operação Irmandade / Arquivo PCMG

Investigações apontaram que o grupo criminoso é suspeito de envolvimento em mais de 60 ocorrências registradas em cidades da Zona da Mata e do Sul de Minas, assim como no estado do Rio de Janeiro. O investigado possui uma extensa ficha criminal na Polícia e já havia sido preso na operação “Irmandade”, deflagrada pela PCMG em novembro de 2019, no município de Muriaé.

Na ocasião, a ação culminou na prisão de outros membros do grupo. Conforme informações divulgadas na época pelo delegado Fábio Correia do Nascimento, as práticas fraudatórias ocorriam por meio da criação de perfis falsos em redes sociais, com a divulgação de aparelhos eletrônicos, principalmente, smartphones. As vítimas manifestavam interesse na aquisição dos falsos objetos, depositavam os valores nas contas bancárias utilizadas pelo grupo, no entanto, os produtos não eram entregues e, posteriormente, eram rompidos os canais de contato.

Após a abordagem, o homem foi encaminhado à 143ª Delegacia de Polícia Civil em Itaperuna, onde foram cumpridas as medidas legais cabíveis.

Fonte: Polícia Civil de Minas Gerais

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases