Adolescente apontado como autor de homicídio é ouvido pela Polícia Civil em Muriaé

O menor confessou ter torturado e jogado a vítima amarrada, ainda com vida, dentro do Rio Preto em Muriaé. Nesta terça-feira (13), a Polícia Civil conseguiu identificar e capturar um adolescente de 17 anos, morador do bairro União em Muriaé, apontado como responsável pela morte de outro adolescente, de mesma idade, no último domingo (11). A vítima, identificada como Dejair Fernandes Da Silva (foto abaixo), teve as mãos amarradas e foi jogada no Rio Preto . Dejair foi morto com requintes de crueldade Foto: Rede Social De acordo com as investigações realizadas pela Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o autor é apontado como gerente do tráfico de drogas no bairro União. A motivação foi o roubo de um celular de uma moradora do bairro pela vítima. O adolescente, como líder do tráfico no local, resolveu fazer justiça com as próprias mãos, para servir de exemplo para todos. Ele contou que torturou a vítima com pauladas e que depois teria amarrado as mão

Servidores da Prefeitura de Cataguases não terão reajuste do Vale Alimentação em 2021


O Sindicato dos Servidores, Sinserpu, informou nesta quinta-feira (25), que os servidores da Prefeitura Municipal de Cataguases não terão reajuste no Vale Alimentação durante o ano de 2021.

Conforme a publicação do sindicato, durante uma reunião que aconteceu na manhã do mesmo dia, o prefeito José Henriques foi taxativo ao definir que os servidores não teriam o reajuste no Vale Alimentação. A explicação do prefeito foi que está seguindo a Lei Complementar 173/2020 que proíbe aumento de despesas até 31 de dezembro de 2021 para Municípios com Decretos de Calamidade Pública e receberam socorro financeiro da União.

Com relação a remuneração, os servidores terão reajuste de 4,52%, com ênfase na recomposição das perdas inflacionárias ocorrida em razão da desvalorização do poder aquisitivo, visando assegurar que nenhum servidor receba vencimento menor que o salário mínimo nacional.

Ainda segundo o sindicato, o pagamento de horas extras está suspenso e o Executivo trabalhará com banco de horas. O sindicato também ressaltou que esse banco de horas foi criado pelo executivo municipal  sem a participação do sindicato. A explicação do prefeito foi que até a última gestão havia irregularidades no pagamento de horas extras a servidores e que está aguardando o levantamento que está sendo realizado pelo Controle Interno da prefeitura para dar um parecer concreto sobre o assunto. Uma reunião para discutir esse tema foi marcada para o dia 5 de março.

A reunião que aconteceu no gabinete da prefeitura, teve a participação do presidente do Sinserpu, Carlos Silvério, do Diretor de Assuntos Jurídicos/Legislativos, Rafael Netto Pinheiro, e do servidor Edimar Oliveira de Sousa.

Com informações e foto do Sinserpu

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases