Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

Deputado Cleitinho Azevedo vem a Cataguases para fiscalizar serviços da Copasa






Uma reunião no Educandário Dom Silvério, no centro de Cataguases, entre membros da sociedade civil organizada, representantes do legislativo municipal, juntamente com o deputado estadual Cleiton Gontijo de Azevedo, o Cleitinho, para discutir o contrato com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais - Copasa, na noite desta quinta-feira (11), colocou mais um capítulo nesta novela chamada Copasa. 

Os ex-vereadores, Hercyl Neto e Doutora Maria Ângela Girardi, mostraram mais uma vez o relatório da Comissão Especial de Inquérito (CEI), realizado em 2018, constatando sérias deficiências no abastecimento e tratamento de água realizado e o total descumprimento do contrato para tratamento do esgoto, ambos os serviços realizados pela Copasa. "O negócio continua a mesma coisa, o desserviço continua", pontuou a médica. Hercyl pediu ao deputado que fosse aberta uma comissão da Assembleia Legislativa para investigar a Companhia de Saneamento. "A gente não vê a Assembleia Legislativa de Minas Gerais abrir uma investigação contra a Copasa, ou os deputados, boa parte deles, tem vínculos, recebem indicações dentro da Copasa, ou alguém recebe alguma vantagem, porque não se abre uma investigação, então, o que o senhor poderia liderar é uma investigação com pedido de auditoria", disse o ex-vereador.



Do Legislativo Municipal, compareceram os vereadores Ricardo Dias, Rafael Moreira e Marcos Costa, que devem intensificar as fiscalizações em Cataguases relação a empresa.


A ausência mais sentida foi do deputado Fernando Pacheco (PV), que, segundo os organizadores, foi convidado para o evento. O deputado Cleitinho deixou claro que não deseja passar na frente de ninguém, mas ajudar e unir forças para solucionar o problema. 

Mais cedo, uma manifestação contra a Copasa, na frente da prefeitura, reuniu populares e vereadores, para reclamar da taxa de esgoto sem o tratamento do mesmo. Segundo o ex-vereador, Hercyl Neto, existem elevatórias que não funcionam e o imposto está sendo cobrado mesmo assim.  




Durante a reunião, Cleitinho ligou para o Diretor-Geral da Agência Reguladora de Serviços de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário do Estado de Minas Gerais – ARSAE-MG, Antônio Claret de Oliveira Júnior, para pedir que a agência venha em Cataguases para ver de perto a situação.


Em entrevista para o Site Mídia Mineira, o deputado Cleitinho disse que vai cobrar fiscalização por parte da ARSAE e juntar forças com o legislativo municipal e prefeito. "Quero deixar bem claro que a gente faz esse trabalho fiscalizando a Copasa, não apenas em Cataguases, isso acontece em Minas Gerais inteira, nos quase 600 municípios que a Copasa opera ela presta um desserviço para a população. As medidas tem de ser tomadas e a gente tem de provocar também o Governador Romeu Zema que é o chefe de Estado", disse.



Um dos organizadores do evento, Silvio Ricardo, disse para o Site Mídia Mineira que buscou a ajuda do deputado porque ele já luta contra a empresa juntamente com seu irmão, em Divinópolis. "O nosso trabalho é para somar. Somar com Fernando Pacheco que é o nosso deputado, que é a nossa maior autoridade eletiva, que a gente tem que honrar, somar com o prefeito José Henriques e com todos seguimentos organizados da sociedade. A nossa função é essa, promover essa mobilização popular organizada, dentro da legalidade", argumentou.

Mídia Mineira

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui