Energisa utiliza helicóptero para inspeções na rede elétrica e garante agilidade em 95% dos serviços

Foram investidos R$ 180 mil para inspecionar 580 km de linhas. O compromisso da Energisa é a excelência no fornecimento de energia elétrica, serviço essencial para toda a população. Por isso, a empresa está investindo cada vez mais em tecnologia e modernizando a rede elétrica. Para agilizar as inspeções na rede, a Energisa Minas Gerais conta com equipamentos modernos e um helicóptero para inspeções visuais e termográficas aéreas nas linhas, garantindo maior rapidez. Dentro do planejamento estratégico de investimento na rede, no mês de março, foram inspecionados aproximadamente 580 km de linhas de transmissão, que interligam as subestações da área de concessão da Energisa em Minas Gerais, um investimento de cerca de R$ 180 mil. Utilizando equipamentos de alta tecnologia, com uma câmera das mais avançadas do mercado, acoplada ao helicóptero, é possível identificar, desde o estágio inicial, os locais onde ações corretivas devem ser realizadas de forma programada. A câmera de

Prefeitura esclarece motivo da falta de água na região do Santa Clara

Copasa deverá normalizar situação ainda neste sábado

Foto: Prefeitura de Cataguases / Divulgação

O Site Mídia Mineira recebeu nos últimos dias, diversas reclamações de moradores dos bairros São Marcos, Santa Clara e São Pedro, em relação ao desabastecimento de água nestes locais.

Em nota, a Prefeitura de Cataguases esclareceu que o motivo da falta d'água nestes bairros se deve ao fato de que a Copasa precisou fechar o abastecimento em uma adutora que abastece os bairros que ficam acima do bairro Ibraim, local onde está sendo realizada uma grande obra de infraestrutura. O fechamento foi necessário para que as aduelas (grandes peças pré-moldadas em concreto armado), que serão colocadas próximas da adutora, sejam instaladas sem um risco maior para o abastecimento da população.

Ainda segundo a nota, a Copasa informou que o abastecimento deverá retornar a partir das 15 horas deste sábado (12/09).

O Site Mídia Mineira também questionou junto a diretoria da Copasa sobre o assunto, mas até o fechamento desta matéria, ainda não obtivemos resposta.

Confira abaixo a nota da Prefeitura de Cataguases na íntegra:
Com relação ao desabastecimento de água do bairro São Marcos, a Prefeitura de Cataguases esclarece que na obra da entrada do Ibrahim passa uma adutora que abastece todos os bairros deste ponto em diante. A adutora está sendo desligada durante o dia para execução dos serviços e ligada depois das  17 horas para abastecimento dos reservatórios da Copasa e das caixas d'água de todos os moradores e desligada novamente às 7 horas da manhã do dia seguinte. O problema do bairro São Marcos é porque a ligação é direta sem ter o reservatório. O pedido da Prefeitura que foi feito há mais de 20 dias para execução da obra era para desviar a rede de lugar. A obra inclusive teve alguns dias paralisados por causa desse problema. A rede da Oi que se encontra do outro lado que estava enterrada foi totalmente removida e passado aéreo a pedido da Prefeitura também. As aduelas hoje já devem estar passando por baixo da tubulação da Copasa. A Copasa, por meio do engenheiro Lúcio, informou que vai ser feita uma ancoragem nas aduelas e que a partir das 15 horas religa a adutora e não vai mais precisar desligar. Portanto, a partir deste sábado, dia 12, às 15 horas, o problema estará solucionado, segundo a Copasa.

Comentários

  1. O bairro Beira Rio também está com falta de água a três dias.

    ResponderExcluir
  2. A reportagem fala em normalização as 15:00, mas, são quase 17 horas e ainda nada. Portanto mais um lorota pra população.

    ResponderExcluir
  3. A água só foi religada às 1:25 da manhã deste Domingo, dia 13. Ficamos o dia inteiro sem água. A falta de água também estava atingindo boa parte do bairro beira rio.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases