Polícia Militar prende em Cataguases foragido da justiça

Na sexta-feira (5), a Polícia Militar prendeu um foragido da justiça, na MG-447 próximo a localidade conhecida como Sereninho. Segundo a PM, a prisão foi possível após uma denuncia anônima dando conta de que o homem, de 38 anos, vulgo Bengala, com mandado de prisão em aberto, transitava pelo bairro Tomé em um veículo de aplicativo. Abordado, nada de ilícito foi localizado em seu poder, sendo dado voz de prisão e encaminhado para Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. 

Transferência de pacientes Covid-19 de Cataguases para Casa de Caridade Leopoldinense não deve impactar números em Leopoldina

A Mesa Diretora do Hospital de Cataguases se reúne na manhã deste sábado (15), para definir as ações para retorno do tratamento da Covid-19 no Município. A ala Covid do hospital foi interditada após uma fiscalização da Gerência Regional de Saúde (GRS) de Leopoldina nesta sexta-feira (14).

Foto: Casa de Caridade Leopoldinense / Divulgação

Em conversa com o comunicador Jairo Fernandes, da Rádio Jornal de Leopoldina, o advogado da Casa de Caridade Leopoldinense, Alessandro Rubim Barbosa, disse que o Sistema do SUS é cooperativo e que é natural esse tipo de transferência em caso de falta de vaga em outros municípios. "Se aqui não tiver pacientes, mas tiver os leitos e outra cidade precisar é natural que a gente receba pacientes de outras cidades aqui para tratamento, mas todos os protocolos de segurança serão seguidos e isso não irá impactar nos números da cidade. Isso só demonstra que a Casa de Caridade Leopoldinense virou referência no tratamento de Covid aqui na região. Por Lei, a gente vai guardar 20% dos leitos para os pacientes da cidade, a gente não ocupa todos os leitos com pacientes de outras cidades, 20% dos leitos pertencem ao Município de Leopoldina, então fica essa reserva de retaguarda pra gente aqui.", afirmou o advogado.

Com relação a fiscalização, o Site Mídia Mineira apurou que a competência principal é da Gerência Regional de Saúde (GRS) de Leopoldina. Segundo a secretária de Saúde, Daniela Rezende, o Município compra o serviço do Hospital de Cataguases que é uma entidade terceirizada e a fiscalização fica a cargo dos órgãos competentes: Comitê Covid-19, Regional de Leopoldina e Ministério Público.


Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases