Após denúncia MP irá apurar descumprimento de protocolo na vacinação contra a Covid-19 em Cataguases

Vereador Rafael Moreira solicitou nome das pessoas que foram vacinadas, mas não foi atendido A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Cataguases, por meio da Promotora de Justiça Amanda Merlini Dutra Osipe, instaurou procedimento para apurar eventual descumprimento dos Planos Nacional e Estadual de Vacinação contra a Covid-19, pelo Município de Cataguases nesta sexta-feira (22). Conforme Nota Pública daquela procuradoria, enviada para a redação do Site Mídia Mineira, o objetivo de tal procedimento será apurar se pessoas que não se enquadram no grupo prioritário eleito pelas autoridades  sanitárias foram beneficiadas com a imunização. Confira a nota na íntegra no final da matéria. A administração terá 24 horas para enviar os seguintes documentos: Encaminhar a relação de pessoas que já foram ou serão imunizadas, indicando o nome completo e qual o grupo prioritário pertence; Informar quantas doses foram destinadas a cada grupo prioritário; Explicar se foi possível vacinar todos os idosos

Padrasto é preso suspeito de espancar e de matar criança de 3 anos em Lima Duarte

A PCMG efetuou a prisão em flagrante do homem, nesta terça-feira, em Juiz de Fora



Nesta terça-feira (02), a Polícia Civil de Minas Gerais realizou a prisão em flagrante, no município de Juiz de Fora, de um homem de 33 anos, suspeito de espancar e de matar o enteado de 3 anos. O investigado responderá por homicídio duplamente qualificado.

De acordo com informações do Titular da Delegacia Especializada de Homicídios, Rodrigo Rolli, a criança teria sido assassinada ontem, na cidade de Lima Duarte. O corpo dela foi encaminhado ao IML em Juiz de Fora e, após exame, foram constatadas lesões na região abdominal da vítima. “A equipe, então, de forma efetiva, conseguiu fazer o levantamento  da autoria e da motivação do crime”, explicou.

Durante diligências, os policiais civis também apuraram, junto ao serviço de assistência social da cidade de Lima Duarte, que existe “um histórico problemático desse núcleo familiar. Há um histórico de, no mínimo, três semanas de violências envolvendo a criança”, informou a autoridade policial, ressaltando que as investigações seguem em andamento para apurar a conduta da mãe da vítima.

Segundo o inspetor Anderson Gibi, o homem confessou ter praticado a ação criminosa, desferindo socos na vítima. “Ele alegou que a criança estava aprendendo ainda a fazer as suas necessidades fisiológicas e, como ela estava defecando e urinando na cama dele, o suspeito teria ficado nervoso”, relatou.

Durante coletiva, o Delegado Regional de Juiz de Fora, Armando Avólio Neto, destacou a apuração. “Sem dúvida, foi mais uma ação bem-sucedida da Polícia Civil em Juiz de Fora. Conseguimos elucidar a autoria e a motivação de um crime violento”, enfatizou, reforçando que a PCMG segue trabalhando incessantemente, visando garantir a segurança da população.

Já o Chefe do 4º Departamento, Delegado-Geral Gustavo Adélio Lara Ferreira, também  ressaltou o trabalho desenvolvido pela Polícia Judiciária, que está sempre atenta e atuante. "Mais uma vez, resultando na apuração dos fatos com rapidez e precisão", concluiu.

Após a prisão, o homem foi encaminhado à unidade policial, onde teve o flagrante ratificado. Posteriormente, ele será conduzido até o sistema prisional, permanecendo à disposição da Justiça.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases