Notícia

Após fuga e perseguição, PRF recupera, em Leopoldina, veículo roubado há 4 meses em Contagem

No início da madrugada desta quarta-feira (23), agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) faziam fiscalização de rotina no km 768 da BR-116, em frente à Unidade Operacional da PRF, no município de Leopoldina (MG), quando deram ordem de parada ao veículo Fiat/Uno Sporting 1.4 de cor prata. Ao perceber a intenção da abordagem policial, o condutor acelerou o veículo em fuga e, prontamente, foi iniciado o acompanhamento tático com a viatura PRF.
Após realizar diversas manobras perigosas, colocando a vida de usuários em risco, o condutor bateu o veículo em um canteiro existente no trevo de acesso ao bairro das Palmeiras, no km 755 da BR-116.
Dessa forma, os policiais conseguiram conter o autor e conforme consulta nos sistemas disponíveis foi verificado que o veículo portava placas “dublês”, uma vez que a original possuía ocorrência de furto datada em 07/05/2020 no município de Contagem (MG). Perante o exposto, a PRF conduziu o preso para a delegacia da Polícia Civil de Leopoldina. O automóv…
Drogaria Santa Rita
Banner cadastramento cartão SUS
   

Operação apreende álcool em gel com suspeita de falsificação

Vigilância Sanitária, Procon  de Viçosa e Polícia Civil recolheram 370 frascos de duas marcas diferentes



A Vigilância Sanitária e o Procon de Viçosa participaram na tarde de terça-feira (02) de uma operação da Polícia Civil que investiga a distribuição e venda de álcool em gel falsificado na cidade. Na operação, a Vigilância Sanitária apreendeu 370 frascos de álcool em gel de duas marcas diferentes e o Procon notificou o estabelecimento para apresentar, no prazo legal de 10 dias, as notas fiscais dos produtos.

A partir das informações e material recolhido, foi aberto processo administrativo pelos órgãos municipais. Na investigação, será verificada a autenticidade do produto vendido como álcool 70%. Também será encaminhado à Secretaria Estadual de Vigilância Sanitária o rótulo do produto para investigação do local onde o álcool está sendo produzido e embalado. Comprovadas as irregularidades, o estabelecimento receberá uma multa por venda de produto sem nota fiscal e sem procedência, e poderá ter a licença de funcionamento cassada.

Segundo o coordenador do Procon Celso Alves, é preciso ficar atento aos produtos, especialmente aqueles ligados às medidas de prevenção do Covid-19. "Quando não conhecemos a procedência de determinada marca não é vergonha nenhuma questionar o vendedor e, em caso de suspeita de irregularidades, acionar os órgãos competentes", afirma.

Durante a operação, o atendente do estabelecimento foi encaminhado pelos policiais para a delegacia, para prestar esclarecimentos.



Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Viçosa

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases