Notícia

Duas pessoas ficam feridas em acidente na MG-285 entre Cataguases e Dona Euzébia

Duas pessoas ficaram feridas, na noite deste domingo (27), em um acidente na MG-285, rodovia que liga Cataguases a Dona Euzébia próximo a chamada "curva da ferradura" na descida para Barão de Camargos.
Segundo informações obtidas com exclusividade pelo Site Mídia Mineira, um automóvel Fiat Uno Mille, placas de Astolfo Dutra, que seguia em direção a Cataguases, chocou-se com um GM Kadett, placas de Juiz de Fora, que seguia em sentido contrário.
Os dois condutores foram atendidos por uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), com ferimentos leves.
Fotos exclusivas do Site Mídia Mineira
Drogaria Santa Rita
Banner cadastramento cartão SUS
   

Gastronomia de BH ganha título Cidades Criativas da Unesco, Cataguases concorria pelo cinema e não obteve êxito

(Foto: Prefeitura de Belo Horizonte / Divulgação)
Belo Horizonte e Fortaleza foram eleitas nesta quarta-feira (30), como Cidades Criativas da Unesco. A cidade mineira ganhou o título pela gastronomia e a capital do Ceará por por sua influência na área do design. Cataguases estava entre as quatro finalistas, pela produção cinematográfica, mas acabou ficando de fora. A outra cidade que também não conseguiu êxito foi Aracaju, capital de Sergipe que disputava na categoria música.

A certificação é uma forma de reconhecer práticas que coloquem as indústrias criativas e culturais a serviço do desenvolvimento social local. 

Com o Título, a capital mineira ganha projeção mundial e se junta à outras 21 cidades em todo mundo que foram reconhecidas por sua gastronomia, passando a integrar o grupo de cooperação internacional entre cidades que têm atividades criativas como propulsoras do desenvolvimento sustentável. Para ganhar o título, Belo Horizonte apostou nos mais de 70 festivais de gastronomia que acontecem na capital, principalmente na popular comida de boteco e na representação da comida de todos os territórios do Estado, alem de gerar mais de 54 mil empregos diretos, que movimentam cerca de R$ 4,5 bilhões por ano.

“Esse é um título da cidade e uma conquista construída a partir da coletividade. Foram meses de engajamento dos atores da Gastronomia, que conseguiram resumir, em um dossiê, os nossos atributos. São feiras, chefs renomados, restaurantes, pratos típicos, além de políticas públicas voltadas para a segurança alimentar, tudo isso formando a base desse título. É um reconhecimento internacional da nossa criatividade gastronômica como motor de desenvolvimento sustentável. Cabe a nós, agora, fazer com que essa riqueza se consolide em uma estratégia impulsionadora de crescimento, dinamismo, formação, inclusão, sustentabilidade e também do orgulho de ser belo-horizontino. Hoje, Belo Horizonte e seu DNA gastronômico firmam-se como exemplo diante do mundo”, afirmou o presidente da Belotur, Gilberto Castro.

No Brasil, dez cidades já receberam o título, sendo nove capitais: 

  • Gastronomia: Belo Horizonte (MG), Belém (PA), Florianópolis (SC) e Paraty (RJ).
  • Cinema: Santos (SP).
  • Designs: Fortaleza (CE), Brasília (DF) e Curitiba (PA).
  • Artesanato e Folclore: João Pessoa (PB).
  • Música: Salvador (BA).
*Com informações da Prefeitura de Belo Horizonte

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases