Energisa utiliza helicóptero para inspeções na rede elétrica e garante agilidade em 95% dos serviços

Foram investidos R$ 180 mil para inspecionar 580 km de linhas. O compromisso da Energisa é a excelência no fornecimento de energia elétrica, serviço essencial para toda a população. Por isso, a empresa está investindo cada vez mais em tecnologia e modernizando a rede elétrica. Para agilizar as inspeções na rede, a Energisa Minas Gerais conta com equipamentos modernos e um helicóptero para inspeções visuais e termográficas aéreas nas linhas, garantindo maior rapidez. Dentro do planejamento estratégico de investimento na rede, no mês de março, foram inspecionados aproximadamente 580 km de linhas de transmissão, que interligam as subestações da área de concessão da Energisa em Minas Gerais, um investimento de cerca de R$ 180 mil. Utilizando equipamentos de alta tecnologia, com uma câmera das mais avançadas do mercado, acoplada ao helicóptero, é possível identificar, desde o estágio inicial, os locais onde ações corretivas devem ser realizadas de forma programada. A câmera de

Idosa morre e outras duas pessoas ficam feridas em acidente próximo a Argirita

Uma pessoa morreu e outras duas ficaram feridas em uma colisão frontal ocorrida na manhã desta segunda-feira (29), entre um automóvel Toyota Etios, placas de Juiz de Fora e um Chevrolet Meriva, placas de Leopoldina, na altura do KM 22, da BR-267, próximo a Argirita.

Conforme informações colhidas pela reportagem do Site Mídia Mineira, o Toyota Etios trafegava apenas com o condutor, de 29 anos, sentido Juiz de Fora / Leopoldina, quando perdeu o controle e aquaplanou na curva, colidindo com o Meriva que seguia em sentido contrário com o condutor de 44 anos e uma passageira. O condutor do Etios foi socorrido com fraturas nas pernas e clavícula e o condutor do Meriva teve ferimentos leves. Eles foram conduzidos para o Pronto Socorro da Casa de Caridade Leopoldinense. Já a passageira, Maria Helena Dutra Brandão, de 74 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O corpo da idosa foi encaminhado para o IML em Leopoldina, cidade onde residia.

Chovia no momento do acidente.

Comentários

  1. trafegar pelas estradas tortas e esburacadas do Brasil é uma verdadeira aventura..tudo previsível..

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases