Pular para o conteúdo principal
Unipac
Web Certificados
Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

Câmara de Dona Euzébia rejeita parecer do TCEMG e aprova contas de 2014 do ex-prefeito Mazinho

Decisão aconteceu após o ex-prefeito apresentar defesa em plenário. Nesta quinta-feira (2), os vereadores de Dona Euzébia rejeitaram o parecer do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) e aprovaram as contas do ex-prefeito da cidade, Itamar Ribeiro Toledo, o Mazinho, referente ao exercício de 2014. No dia 12 de agosto, os vereadores realizaram uma votação para analisar o parecer do TCE, mas a mesma foi anulada pelo próprio TCE, devido a falta de quórum e a ausência de defesa do ex-prefeito. Na ocasião, a Comissão de Finanças havia acompanhado o parecer do TCE, mas após o comparecimento de Mazinho, dentro do prazo regimental, os vereadores aceitaram os argumentos, fazendo com que a maioria dos membros da comissão mudassem o voto, deixando os demais edis à vontade para rejeitar o parecer por 6 votos a 3. Não é a primeira vez que a Câmara de Dona Euzébia rejeita um parecer do TCEMG.  O fato já ocorreu em outras duas oportunidades, quando os vereadores rejeitaram o parecer do

Espera Feliz elege novo prefeito

Município teve eleição suplementar neste domingo juntamente com Campestre no Sul de Minas


Espera Feliz, na Zona da Mata,  foi uma das duas cidades mineiras que passaram por eleições suplementares neste domingo (13) e já têm novos prefeitos eleitos. O outro Município foi Campestre, no Sul de Minas.

Oziel Gomes da Silva, 47 anos (foto) e Edson Francisco Simião, 69 anos, que concorreram pelo PSD, serão os novos prefeito e vice de Espera Feliz, com 5.384 votos (45,43%). Em Campestre foi eleito o candidato Marco Antônio Messias Franco e vice Zenun Elias Jorge Zenun, ambos do DEM, com 5.790votos (50,7%).

Os juízes eleitorais responsáveis por cada município têm até o dia 1º de julho para diplomar os eleitos. A partir da diplomação, os candidatos podem tomar posse (a data da posse é de responsabilidade do Legislativo municipal). 

As eleitoras e eleitores de Campestre e Espera Feliz que não compareceram às urnas neste domingo têm até 12 de agosto – 60 dias após as eleições – para justificarem sua ausência. 

Em Espera Feliz, 12.695 pessoas (74,53% do eleitorado) compareceram às urnas. Foram 354 votos em branco (2,79%) e 491 votos nulos (3,87%). 

A totalização dos votos foi encerrada às 18h44min. Não houve substituição de urnas na cidade e as eleições suplementares correram de forma tranquila, sem ocorrências policiais ou outros acontecimentos que pudessem comprometer a normalidade dos trabalhos. 

Em segundo lugar ficaram Adrian Carlos Oliveira Silva (PDT), vice José Francisco Ferraz (PDT), pela Coligação “O Sonho Não Acabou” (PDT/PSL/PRTB/PATRIOTA), com 3.873 votos (32,68%). Em terceiro, Bartholomeu Lopes Miranda e sua vice, Queila Miranda Alarcão, que disputaram a eleição pelo PSB, com 2.593 votos (21,88%). 

A eleição suplementar ocorreu por uma causa não eleitoral, decorrente da dupla vacância no Executivo municipal. O prefeito eleito Maurélio Carlos da Silva faleceu em 31 de dezembro de 2020 e o vice-prefeito, Rafael Peixoto Moraes, que havia sido empossado como chefe do Executivo, renunciou ao mandato em 08 de janeiro de 2021. 

Outras eleições suplementares 

Em Minas Gerais, mais três municípios já tem eleições marcadas: São Gonçalo do Sapucaí (4 de julho), Antônio Carlos e Ibertioga (1º de agosto). 

Fonte: TRE 

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui