Notícia

TRE nega recurso do MP Eleitoral e registros dos candidatos do PSDB Cataguases estão mantidos

O Desembargador Maurício Soares do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), negou recurso interposto pelo Ministério Público Eleitoral contra a sentença proferida pelo Juiz da 79ª Zona Eleitoral, de Cataguases, pela qual deferiu o registro dos Candidatos do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) para as eleições proporcionais de 2020.
O processo diz respeito a suposta fraude à cota de gênero pelo PSDB de Cataguases, alegada pela candidata Iracema Dornelas. O Ministério Público havia pedido a cassação dos candidatos do PSDB, mas após a apresentação das contrarrazões da defesa, desistiu e opinou pelo não seguimento ao recurso, mantendo assim a regularidade dos registros dos candidatos. Mesmo assim, o processo seguiu para o TRE para manifestação final.
A decisão põe um ponto final em relação a questão do deferimento das candidaturas para o cargo de vereador pelo PSDB. Os candidatos continuam com os registros deferidos sem problema algum. Com a renúncia de Iracema e substituição por outra…
Drogaria Santa Rita
Banner cadastramento cartão SUS
   

Longa-metragem de Ruy Guerra filmado em Cataguases conquista três Kikitos no Festival de Gramado

O  longa-metragem “Aos Pedaços”, filmado em Cataguases, com direção e roteiro do cineasta Ruy Guerra, conquistou três Kikitos no 48º Festival de Cinema de Gramado, encerrado no fim de semana.

Foto: Festival de Gramado/divulgação

Rodado em preto e branco, o filme acompanha o tormento de um homem que suspeita que uma de suas duas mulheres irá matá-lo. As mulheres são idênticas e vivem em residências idênticas, ainda que em continentes diferentes, um desértico, e o outro paradisíaco.

O elenco traz Emílio Mello no papel do marido atormentado; Simone Spoladore interpreta a esposa Ana; Christiana Ubach, a outra esposa, Anna; e Júlio Adrião  representa um pastor evangélico, conselheiro do protagonista.

“Aos Pedaços” foi filmado em Cataguases no final de 2018, com apoio do Polo Audiovisual da Zona da Mata. Ruy Guerra escolheu como locações duas casas de arquitetura e decoração modernistas, localizadas no centro da cidade (foto abaixo).


Para os críticos de cinema, “Aos Pedaços” revela a  jovialidade e ousadia do diretor, que traz o vigor de 50 anos atrás numa obra perturbadora e desafiadora de convenções. Com 89 anos de vida e 70 de profissão, o diretor, roteirista, ator, dramaturgo e compositor Ruy Guerra agradeceu pela premiação e lembrou que a arte é sinônimo de resistência.

“Quero agradecer a coragem de dar uma premiação a um filme como ‘Aos Pedaços’ que foge às regras, é um filme que nem todo jurado teria coragem de premiar. Agradeço à minha equipe, que me ajudou a descobrir o filme que eu queria fazer. Foi um filme em que precisei de muitos talentos, e tive esses talentos. Mas também não posso deixar de falar da escuridão em que estamos vivendo. Um governo que dizima as populações indígenas e quilombolas. Um governo racista, que promove uma avalanche de destruição. Obrigada ao Festival por abrir essa janela por onde respiramos um pouco de ar puro”, agradeceu Ruy Guerra.
Fonte:  Com informações do Polo Audiovisual da Zona da Mata

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases