Notícia

Juiz defere candidatura do prefeito Willian Lobo e coloca fim a boatos de inelegibilidade

O Juiz da 79ª Zona Eleitoral, Felipe Teixeira Cancela Júnior, deferiu o pedido de candidatura do prefeito Willian Lobo de Almeida para o pleito deste ano.
Na sentença o juiz ressalta que foram preenchidas todas as condições legais para o registro pleiteado e não houve impugnação por parte de outros partidos. Outro ponto destacado pelo meritíssimo foi que o Ministério Público também se posicionou favorável ao deferimento. "As condições de elegibilidade foram preenchidas, não havendo informação de causa de inelegibilidade", escreveu.
A decisão coloca fim em uma série de boatos que vinham sendo espalhados em rede social de que o prefeito estaria inelegível. Como não houve impugnação não cabe recurso da decisão.
Cataguases possui 8 candidatos a prefeito, mas no site do TSE consta, até o momento, apenas o deferimento da candidatura de Carlos Magno, o Maguinho, primeiro a realizar a convenção. A expectativa é que todos os deferimentos sejam atualizados no site até a próxima semana.
Ve…
Drogaria Santa Rita
Banner cadastramento cartão SUS
   

Mulher é indiciada por falsidade ideológica em Juiz de Fora após se passar por outra no Tinder para testar o marido

A Polícia Civil de Minas Gerais apurou a prática do crime de falsidade ideológica, no município de Juiz de Fora, ocorrido por meio de um aplicativo de relacionamentos. Uma mulher de 33 anos foi indiciada, suspeita de cometer a conduta criminosa. Apurações indicaram que ela teria se passado por outra pessoa, uma mulher de 34 anos, e utilizado fotos da vítima em um perfil falso.

De acordo com informações da Delegada Camila Miller, responsável pela investigação, a 7º Delegacia de Polícia Civil (7ª DPC) iniciou a apuração, após representação da vítima. A mulher procurou a unidade policial em julho, pois teve o conhecimento de que algum usuário estaria se passando por ela, novamente, em um perfil do aplicativo Tinder, causando danos à vítima. Segundo ela, no início do ano, isso também teria ocorrido, mas o perfil chegou a ser excluído, na época, após contato feito junto ao aplicativo. 

Diante de apurações e com auxílio do escritório central do Tinder, localizado em Dallas, nos Estados Unidos, a equipe de policiais civis da 7ª DPC conseguiu identificar a suspeita. Investigações apontaram que a mulher seria conhecida da vítima e teria conseguido as fotos em uma rede social. De acordo com a suspeita, o falso perfil teria sido criado na tentativa de descobrir uma suposta traição por parte do parceiro dela, a fim de verificar se o companheiro se envolveria com outra mulher. 

O inquérito policial já foi enviado à Justiça e a suspeita responderá pelo crime de falsidade ideológica.

Fonte: Polícia Civil de Minas Gerais
 

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases