AGORA É LEI: Em Cataguases autistas terão direito a Carteira de Identificação para garantia de direitos

Lei do vereador Ricardo Dias foi sancionada pelo prefeito José Henriques no último domingo (9) O prefeito de Cataguases, José Henriques, sancionou a Lei nº 4751/2021, de autoria do vereador Ricardo Dias que Institui e Regulamenta a emissão da Carteira de Identificação da pessoa com Transtorno do Espectro Autista (CIA/TEA) no âmbito do Município de Cataguases. O documento será emitido pelos Centros de Referências de Assistência Social (CRAS), vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social e o portador poderá usufruir dos direitos concedidos a pessoa com TEA no Município, como preferência e prioridade total em todos os órgãos, setores e repartições públicas e particulares que possuam filas e ordem de chegada para fins de atendimento, gratuidade em estacionamentos públicos e privados, entre outros. A Lei já está em vigor e os responsáveis devem se dirigir a Secretaria de Desenvolvimento Social, localizada no Centro Administrativo na Rua Gama Cerqueira, 70, na Vila Domingos Lopes ou a um

Polícia Civil esclarece homicídio e prende foragido da Justiça em Ubá

Um jovem de 20 anos é suspeito de ter assassinado o ex-companheiro da esposa dele, em virtude de desavenças relacionadas à pensão alimentícia.


Nesta terça-feira (30), a Polícia Civil de Minas Gerais prendeu um jovem de 20 anos, suspeito de ter assassinado o ex-companheiro da esposa dele, de 22 anos, no município de Ubá, no Bairro Santana. O crime teria sido cometido no dia 29 de março, no Bairro Santa Bernadete e, na ocasião, a ex-mulher da vítima, 18 anos, e o irmão da jovem, de 25 anos, foram presos em flagrante, suspeitos de serem coautores do crime. O terceiro investigado se encontrava foragido da Justiça.

A ação ocorreu, após atuação de policiais civis da Delegacia de Homicídios da 2º Delegacia Regional de Ubá, com apoio de Investigadores da Delegacia Antidrogas e Inteligência de Ubá. De acordo com informações do Delegado Regional de Ubá, Diêgo Candian Alves, o homicídio teria sido praticado, em virtude de desavenças relacionadas à pensão alimentícia. “Sobretudo, por conta de uma dívida referente à quantia de R$50, que seria o restante de uma pensão alimentícia, no valor de R$150”, informou.

Ainda conforme a autoridade policial, ele também é suspeito de ser o mandante de um crime de furto qualificado, ocorrido em abril, na residência do genitor da vítima. “Suspeitos teriam entrado no local, subtraído bens particulares, e deixado uma mensagem de conteúdo ameaçador à família. Além disso, também há investigações que apuram crime de coação de testemunha no curso do processo”, concluiu.

O homem será conduzido à unidade prisional, permanecendo à disposição da Justiça.

Fonte:  Polícia Civil de Minas Gerais

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases