Energisa utiliza helicóptero para inspeções na rede elétrica e garante agilidade em 95% dos serviços

Foram investidos R$ 180 mil para inspecionar 580 km de linhas. O compromisso da Energisa é a excelência no fornecimento de energia elétrica, serviço essencial para toda a população. Por isso, a empresa está investindo cada vez mais em tecnologia e modernizando a rede elétrica. Para agilizar as inspeções na rede, a Energisa Minas Gerais conta com equipamentos modernos e um helicóptero para inspeções visuais e termográficas aéreas nas linhas, garantindo maior rapidez. Dentro do planejamento estratégico de investimento na rede, no mês de março, foram inspecionados aproximadamente 580 km de linhas de transmissão, que interligam as subestações da área de concessão da Energisa em Minas Gerais, um investimento de cerca de R$ 180 mil. Utilizando equipamentos de alta tecnologia, com uma câmera das mais avançadas do mercado, acoplada ao helicóptero, é possível identificar, desde o estágio inicial, os locais onde ações corretivas devem ser realizadas de forma programada. A câmera de

Comitê gestor da Covid-19 em Cataguases decide encerrar barreiras sanitárias

Por determinação do Comitê Gestor da Covid-19 em Cataguases, as barreiras sanitárias, iniciadas em 
23 de março, foram encerradas nas entradas da cidade, nesta segunda-feira (25).

A ação foi adotada para evitar que pessoas de outras regiões pudessem trazer o vírus da Covid-19 para o município. Para o Comitê Gestor, as barreiras sanitárias em Cataguases  tiveram um resultado positivo, oferecendo ampla divulgação sobre os cuidados e disseminação do vírus, inclusive sobre a importância do uso de máscara de proteção, formas de higienização e necessidade de distanciamento social. 

Após 63 dias de operação, foi verificado que as barreiras poderiam ser suspensas pelos seguintes motivos: já haver transmissão comunitária do vírus no município, liberação do acesso de transporte de passageiros de outros municípios, aumento da testagem no município com testes rápidos nas UBS ( unidades básicas de saúde) e exame PCR pelo Hospital de Cataguases, Vigilância em Saúde eficiente com o controle do monitoramento dos casos notificados e seus contatos, finalização do oitavo andar para leitos clínicos e leitos de UTI para atendimento à Covid-19, já em etapas finais e contratação de uma enfermeira que irá realizar também a coleta de exames PCR nas residências dos pacientes que forem avaliados pelos critérios de coleta nas Unidades Básicas de Saúde, garantindo acesso e qualidade na assistência dos usuários SUS. Além de toda a rede da atenção básica estar organizada, capacitada e com EPIs necessários ao atendimento SUS, algumas UBS estão atendendo com horário estendido para garantir atendimento aos usuários SUS.
 
Nesses 63 dias de barreira sanitária, mais de 330 municípios chegaram em Cataguases por motivos diversos. “As barreiras sanitárias cumpriram, portanto, seu papel”, confirma a Secretaria de Saúde, Daniela Rezende e o Presidente do Conselho de Saúde, doutor Joseph. O Comitê ressaltou que caso seja necessário, a barreira poderá voltar.

Com informações e foto da Prefeitura de Cataguases 

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases