Proprietário de drogaria é preso em Pádua após vender comprimido abortivo para moradora de Cataguases

Um comerciante de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, foi preso em flagrante, depois de vender, para uma moradora de Cataguases, um medicamento utilizado ilegalmente para a indução do aborto. De acordo com informações, a prisão aconteceu na quinta-feira (21). Policiais Militares do 36º BPM já haviam sido alertados através de denúncia anônima e interceptaram o veículo GM Celta de aplicativo, no bairro Cidade Nova, onde viajava uma mulher, moradora de Cataguases, que levava consigo quatro comprimidos do medicamento abortivo. Ela alegou ter acabado de adquirir em uma drogaria que fica naquele mesmo bairro e que teria pago através de transferência bancária, realizada pelo companheiro, que determinou a interrupção da gestação. O comerciante foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. Com informações e foto da Folha de Italva  

Governo vai instalar mil radares em rodovias federais

Anúncio foi feito pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas

Foto Alberto Ruy/MInfra


O governo fechou acordo com o Ministério Público Federal para a instalação de mil radares em rodovias não concedidas à iniciativa privada. “Isso seria o mínimo necessário para manter a segurança”, afirmou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, nesta segunda-feira (15).


Segundo ele, os radares escondidos não serão mais permitidos pelo governo. “Eles serão sinalizados. O usuário não será surpreendido e colocados onde efetivamente são necessários”, garantiu. A avaliação do local de instalação, de acordo com o ministro, será técnica. Por exemplo, em áreas como transição da área rural para a área urbana, nas proximidades de locais como escolas e em pontos onde são recorrentes acidentes por excesso de velocidade.

Fonte: Brasil.gov.br

Comentários

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases