Proprietário de drogaria é preso em Pádua após vender comprimido abortivo para moradora de Cataguases

Um comerciante de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, foi preso em flagrante, depois de vender, para uma moradora de Cataguases, um medicamento utilizado ilegalmente para a indução do aborto. De acordo com informações, a prisão aconteceu na quinta-feira (21). Policiais Militares do 36º BPM já haviam sido alertados através de denúncia anônima e interceptaram o veículo GM Celta de aplicativo, no bairro Cidade Nova, onde viajava uma mulher, moradora de Cataguases, que levava consigo quatro comprimidos do medicamento abortivo. Ela alegou ter acabado de adquirir em uma drogaria que fica naquele mesmo bairro e que teria pago através de transferência bancária, realizada pelo companheiro, que determinou a interrupção da gestação. O comerciante foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. Com informações e foto da Folha de Italva  

Candidatos a vagas de Conselheiros Tutelares participam de prova em Cataguases

Vinte e quatro candidatos, dos 30 inscritos inicialmente, realizaram a prova teórica para o Conselho Tutelar de Cataguases na manhã de domingo (14). Esta foi a segunda etapa da seleção dos candidatos para mandato 2020/2023. 

A prova contou com 30 questões de conhecimento específico, de múltipla escolha sobre a Lei Federal nº 8.069/90 (Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA) e a Lei Municipal nº 3.939/2011 que dispõe sobre a política municipal de atendimento dos direitos da criança e do adolescente, no valor de 60 pontos e redação no valor de 40 pontos.

Os aprovados passarão ainda por Avaliação Psicoológica e eleição prevista para o dia 6 de outubro deste ano. No final, serão selecionados 5 servidores efetivos e 5 suplentes. O cargo de Conselheiro Tutelar é de dedicação exclusiva e remuneração mínima assegurada de um salário mínimo.

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases