Proprietário de drogaria é preso em Pádua após vender comprimido abortivo para moradora de Cataguases

Um comerciante de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, foi preso em flagrante, depois de vender, para uma moradora de Cataguases, um medicamento utilizado ilegalmente para a indução do aborto. De acordo com informações, a prisão aconteceu na quinta-feira (21). Policiais Militares do 36º BPM já haviam sido alertados através de denúncia anônima e interceptaram o veículo GM Celta de aplicativo, no bairro Cidade Nova, onde viajava uma mulher, moradora de Cataguases, que levava consigo quatro comprimidos do medicamento abortivo. Ela alegou ter acabado de adquirir em uma drogaria que fica naquele mesmo bairro e que teria pago através de transferência bancária, realizada pelo companheiro, que determinou a interrupção da gestação. O comerciante foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. Com informações e foto da Folha de Italva  

Polícia Civil prende em Visconde do Rio Branco foragido de Paraíso (TO)

Na quarta-feira (05), a Polícia Civil de Minas Gerais deu cumprimento, em Visconde do Rio Branco, a um mandado de prisão, em desfavor de um homem de 28 anos, expedido pelo juiz da Vara Criminal da Comarca de Paraiso do Tocantins-TO, pela prática dos crimes previstos nos artigos 33 e 35, da Lei 11343/06 (Lei Antidrogas).

Após informações de que o foragido se encontrava no município, foram realizadas diligências que culminaram na captura do homem. O mandado foi levantado junto à Justiça de Paraiso do Tocantins e  devidamente cumprido. Trata-se de condenado à pena total de 8 anos de reclusão.

Participaram das diligências policiais civis lotados em Visconde do Rio Branco.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases