Proprietário de drogaria é preso em Pádua após vender comprimido abortivo para moradora de Cataguases

Um comerciante de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, foi preso em flagrante, depois de vender, para uma moradora de Cataguases, um medicamento utilizado ilegalmente para a indução do aborto. De acordo com informações, a prisão aconteceu na quinta-feira (21). Policiais Militares do 36º BPM já haviam sido alertados através de denúncia anônima e interceptaram o veículo GM Celta de aplicativo, no bairro Cidade Nova, onde viajava uma mulher, moradora de Cataguases, que levava consigo quatro comprimidos do medicamento abortivo. Ela alegou ter acabado de adquirir em uma drogaria que fica naquele mesmo bairro e que teria pago através de transferência bancária, realizada pelo companheiro, que determinou a interrupção da gestação. O comerciante foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. Com informações e foto da Folha de Italva  

Catadores de materiais recicláveis da região participam do III Fórum Lixo e Cidadania em Cataguases


Aconteceu nesta quarta-feira (24), no auditório das Faculdades Integradas de Cataguases – FIC, o III Fórum Lixo e Cidadania, promovido pela Prefeitura de Cataguases, por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente. 

O evento foi aberto com o Hino Nacional na voz das crianças da Escola Municipal Darcília Guimarães e, em seguida, o Hino a Cataguases com as professoras do Proler, Flávia e Cacati, voz e violão.


O encontro envolve dezenas de catadores das duas associações de materiais recicláveis do município, a Ascatag e Ascarge-Cat, além de representantes de associações de catadores de Recreio e Ponte Nova.

Em sem pronunciamento, o prefeito Willian lembrou que o primeiro fórum sobre o tema aconteceu em 2011. No ano seguinte, final de seu primeiro mandato, Cataguases tornava-se o segundo município da Zona da Mata, seguido apenas por Juiz de Fora, a possuir um Aterro Sanitário. Willian destacou as vantagens atuais da política de sustentabilidade, seja do ponto de vista social, pela conscientização e educação ambiental, seja pela geração de renda e redução de custos e, é claro, pelo aspecto ambiental, uma vez que o gradativo aumento da reciclagem contribui para também ampliar a vida útil do Aterro Municipal.


O vice-prefeito Tita Lima também participou de uma roda de conversa com integrantes das associações de catadores. O evento trouxe também palestras com o professor da FIC, Altamiro Almeida Junior, e o consultor ambiental, Maurício Carrara Neto. Em comum, abordaram especialmente os desafios para a ampliação da coleta seletiva no município e os meios para agregar valor e volume aos materiais recicláveis, passando pela melhoria na qualidade da gestão de pessoas e uma gestão mais eficiente da matéria-prima reciclável.


A secretaria de Desenvolvimento Social, também se fez representar pela secretária Mirilane Licazali Caetano.

Fonte: Prefeitura de Cataguases



Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases