Polícia Civil apura caso de estupro de vulnerável em Juiz de Fora

Uma ação foi deflagrada nesta segunda-feira (25/1) com o intuito de cumprir mandados de busca e apreensão em desfavor de um investigado, 30 anos. Nesta segunda-feira (25/1), a Polícia Civil de Minas Gerais cumpriu mandado de busca e apreensão em desfavor de um homem de 30 anos, suspeito de ter praticado estupro de vulnerável, no município de Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira. Após denúncia de que uma garota - que na época dos fatos tinha 11 anos - teria sido abusada sexualmente em uma escola pública na cidade, no final de novembro de 2018, policiais civis da Delegacia Especializada de Atendimento realizaram uma ação que resultou na apreensão de dois celulares, dois notebooks e de uma CPU, na residência do homem.  Conforme informações da delegada Ione Barbosa, a perícia está atuando na análise do material. “Até o momento, alguns materiais serão enviados para Belo Horizonte para serem analisados. O suspeito também está sendo ouvido e estamos no aguardo do resultado da perícia para to

Prefeitura cede novos equipamentos de segurança ao Sistema Prisional de Cataguases

Na manhã desta terça-feira, 25, o prefeito Willian e o vereador Rogério Ladeira estiveram no Sistema Prisional de Cataguases com o diretor daquela unidade, Gilcemar da Silva Cardoso, para a assinatura de um termo de responsabilidade pela cessão de uso de seis unidades de câmeras de monitoramento e para confirmar a aquisição de 150 metros de arame de concertina, que serão ali instalados para reforçar o sistema de segurança do presídio. A iniciativa atende a um compromisso do prefeito Willian assumido há dois meses, quando, juntamente com o vereador Ladeira, quando lá estiveram em visita e conheceram de perto os desafios enfrentados pela administração do presídio, especialmente quanto às condições de trabalho de seus agentes e a infraestrutura do local.

Naquela oportunidade, a diretora adjunta, Karla de Souza Martins, alertou para a necessidade de instalação de novas câmeras externas, junto ao pátio, além de cerca de concertina sobre o muro em torno do presídio para inibir novas situações de tentativa de fuga, como a que aconteceu em julho. Na madrugada do dia 23 daquele mês, dois detentos serraram parcialmente as grades de duas celas, mas foram descobertos por um agente penitenciário que estava de serviço e percebeu a movimentação. Caso obtivessem êxito, 39 detentos teriam escapado. Além do déficit de agentes penitenciários, o presídio de Cataguases possui ocupação média de 390 presos, muito acima da capacidade projetada de oitenta detentos. 


“A segurança pública é uma área de competência dos estados e sabemos que aqui em Minas ela vem pagando um preço muito mais alto devido a uma crise financeira, sem precedentes na nossa história, provocada pela má gestão financeira dos recursos do governo estadual”, afirmou o prefeito, reiterando, contudo, a preocupação com um eventual reflexo imediato dessa crise, podendo comprometer o trabalho dos agentes e a segurança dos cidadãos. “Mesmo não sendo essa uma responsabilidade direta da prefeitura, ficamos realmente sensibilizados e, por isso, nos empenhamos em atender essa demanda imediata do Sistema Prisional para o bem de Cataguases”, justificou o prefeito.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Cataguases

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases