Pular para o conteúdo principal
Web Certificados
Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

Morador de Leopoldina tem perna amputada e filho pede ajuda para compra de prótese

Familiares de Sílvio Bastos, 62, que mora em Leopoldina, lançaram campanha de arrecadação de fundos para comprar uma prótese para a perna direita Familiares do Sr. Sílvio Bastos, de 62 anos, residente em Leopoldina, iniciaram uma campanha de arrecadação de recursos para a compra de uma prótese para sua perna direita, amputada no início de 2020 devido a complicações relacionadas à diabetes. O filho do paciente, Jeferson, entrou em contato relatando a situação em busca de ajuda dos leitores e leitoras que acessam o jornal e informando sobre a “vaquinha”, aberta para tentar comprar a prótese. De acordo com o orçamento, datado de 7 de abril deste ano, a prótese para amputação transtibial, pé sach, encaixe em resina acrílica, reforço em carbono, sistema por pino de fixação com liner em silicone, tem o valor orçado em R$ 9.500,00. “Olá! Venho por meio deste avisar que estamos fazendo uma corrente do bem pra tentar comprar a prótese de meu pai”, escreveu Jeferson. “Meu pai veio sofrendo de di

Leopoldina registra manifestações da população em favor dos caminhoneiros

Uma carreata marcada para o final da tarde desta sexta-feira (25) percorreu as ruas centrais de Leopoldina e seguiu em direção ao Posto de Fiscalização da Polícia Rodoviária Federal, na BR-116, onde estão concentrados os caminhoneiros em greve. Automóveis, além de motociclistas e ciclistas participaram da manifestação em apoio à greve, que ocorre em todo o país desde a última segunda-feira (21). O anúncio conforme divulgado pelo Governo Federal com entidades que representam caminhoneiros, na noite de quinta-feira, não foi suficiente para encerrar o movimento da categoria. Em Minas Gerais, a paralisação atingiu o maior número de pontos de bloqueio de caminhões nas estradas desde o início do movimento.

Falta de combustíveis obriga setores locais a alterarem sua rotina

Nesta sexta-feira (25), quinto dia do movimento de paralisação promovido pelos caminhoneiros em praticamente todo país, as empresas de transporte de passageiros de Leopoldina anunciaram medidas emergenciais para enfrentarem a falta de óleo diesel, o que contribuirá para a continuidade dos serviços. A Leopoldina Turismo, empresa responsável pelo transporte de passageiros entre Leopoldina e as localidades de Piacatuba, Ribeiro Junqueira, Vista Alegre e São Martinho, divulgou um comunicado informando aos usuários dos seus ônibus que haveria reduções nos horários durante o período de greve dos caminhoneiros. Concessionária do serviço de transporte de passageiros na área urbana de Leopoldina, a Viação Leopoldinense também divulgou tabelas com novos horários de suas linhas, visando manter a circulação dos ônibus nos horários de pico e reduzi-la (a circulação), nos horários de menor movimento. 

Na quinta-feira (24), a Prefeitura de Leopoldina já havia informado que se o problema de abastecimento dos combustíveis na cidade não fosse solucionado, a partir da segunda-feira (28) a circulação de veículos de sua frota própria será interrompida em sua totalidade.

Solidariedade 



Na manhã da quinta-feira (24), vários caminhoneiros que estão com seus veículos parados em Leopoldina devido à greve da categoria, dirigiram-se ao Posto Avançado de Coleta Externa (PACE Hemominas), localizado ao lado da Casa de Caridade Leopoldinense, onde participaram da doação de sangue. De acordo com as informações obtidas pela reportagem, os caminhoneiros foram procurados por colaboradores do PACE e 11 deles aceitaram o convite para doarem sangue nesta quinta-feira. As doações aconteceram por volta das 10h00, e foram recebidas como um gesto de solidariedade e boa vontade dos profissionais do volante.

Fonte: O Vigilante Online

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui