Covid-19: plano nacional de vacinação terá quatro fases

Proposta preliminar foi discutida em reunião realizada nesta terça-feira Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Agência Brasil O plano nacional de vacinação contra a covid-19 terá quatro fases. Em cada etapa serão atendidos determinados tipos de públicos, escolhidos a partir do risco da evolução para quadros graves diante da infecção, da exposição ao vírus e de aspectos epidemiológicos da manifestação da pandemia no país. A proposta preliminar foi discutida em reunião realizada nesta terça-feira (1º) com a participação do Ministério da Saúde e outras instituições, como a Fundação Oswaldo Cruz, o Instituto Butantan, o Instituto Tecnológico do Paraná e conselhos nacionais de secretários estaduais (Conass) e municipais (Conasems) de saúde. A primeira fase terá como prioridade trabalhadores de saúde, pessoas de 75 anos ou mais e idosos em instituições de longa permanência (como asilos), bem como povos indígenas. Na segunda fase a imunização será focada nos idosos de 60 a 74 anos. Pacientes a partir de 6

Projetos de Eficiência Energética da Energisa beneficia Hospital de Cataguases

Energisa investe em equipamentos mais eficientes


Contribuindo para o desenvolvimento econômico e social da área em que atua, o Hospital de Cataguases, a Casa de Caridade Leopoldinense e a Associação de Caridade São João Nepomuceno foram beneficiados com o projeto de eficientização energética da Energisa.

A iniciativa conscientiza para o uso racional da energia elétrica e o combate ao desperdício, visando à redução do consumo de energia elétrica e consequentemente das despesas financeiras com energia elétrica. Além disso, a ação contribui para a modernização tecnológica e melhoria do conforto dos usuários com a eficientização energética dessas unidades consumidoras contempladas.

Nesta segunda-feira, 12 de março, às 8h, a Energisa realiza a entrega simbólica da conclusão do projeto no Hospital de Cataguases.

Ao todo, foram investidos somente no Hospital de Cataguases cerca de R$ 210 mil na substituição de mais de 1.860 lâmpadas fluorescentes para LED, que são mais econômicas e eficientes, e na adequação do sistema de condicionamento ambiental com a substituição de 47 condicionadores de ar.

Espalhando energia positiva

Ainda está em execução o projeto em três escolas públicas na cidade de Ubá, onde será efetuada a troca de 845 lâmpadas, além da substituição de sete geladeiras e cinco freezers por equipamentos mais eficientes. Também será realizada a troca de duas máquinas de solda obsoletas.

Todas essas unidades consumidoras foram contempladas via chamada pública pelo projeto de Eficiência Energética da Agência nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Assessoria de Comunicação Energisa

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases