Notícia

Energia elétrica fica mais cara a partir de hoje

A diretoria da ANEEL decidiu, em reunião extraordinária realizada nesta segunda-feira (30/11), reativar a sistemática de acionamento das Bandeiras Tarifárias. Aplicando a metodologia, ficou estabelecida a bandeira vermelha Patamar 2 no mês de  dezembro de 2020, com custo de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts-hora consumidos, o que deixa a energia elétrica mais cara a partir de hoje (01/12). Em maio deste ano, em virtude da pandemia do novo Coronavírus, a ANEEL havia decidido manter a bandeira verde acionada até 31 de dezembro deste ano, mas a queda no nível de armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas e a retomada do consumo de energia  levaram à revisão da decisão hoje. Criado pela ANEEL, o sistema de bandeiras tarifárias funciona como uma sinalização para que o consumidor de energia elétrica conheça, mês a mês, as condições e os custos de geração no País. Quando a produção nas usinas hidrelétricas (energia mais barata) está favorável, aciona-se a bandeira verde, sem acréscimos
Drogaria Santa Rita
Banner cadastramento cartão SUS
   

PCMG deflagra mais uma etapa da operação 'Migro' na Zona da Mata

Nessa terça-feira (20), a Polícia Civil de Minas Gerais, em ação conjunta com as polícias Militar e Rodoviária Federal,  deflagrou, em Juiz de Fora e Região, mais uma fase da operação "Migro", iniciada desde fevereiro, com a finalidade de montar postos de fiscalização nas principais vias de acesso entre os Estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais. A ação foi desencadeada após a decretação, pelo Governo Federal, da intervenção na segurança pública do Rio de Janeiro.

Agentes participaram da operação na área que engloba as cidades pertencentes ao 4º Departamento, unidade que abrange as Delegacias Regionais de Polícia Civil em Juiz de Fora, Ubá, Leopoldina, Muriaé e Viçosa, bem como suas Áreas Integradas de Segurança Pública. Os policiais atuam nas rodovias das cidades de Matias Barbosa, Simão Pereira, Rio Preto, Chiador, Leopoldina, Além Paraíba, Pirapetinga, Muriaé, Palma e Tombos, assim como nos terminais rodoviários das principais cidades pertencentes às Delegacias Regionais de Viçosa e de Ubá.

Primeira fase

A Polícia Civil - em ação conjunta com as polícias Militar, Rodoviária Federal e apoio de agentes da MRS Logística – realizou, no dia 23 de fevereiro, a primeira etapa da operação. Os policiais atuaram em 11 postos, mais precisamente nas diversas áreas das Delegacias Regionais de Polícia Civil em Juiz de Fora (Simão Pereira, Matias Barbosa, Chiador e Rio Preto), em Leopoldina (Leopoldina, Além Paraíba e Pirapetinga) e em Muriaé (Palma, Tombos e Eugenópolis). Também foram realizadas vistorias em todos os vagões das locomotivas vindas do Rio de Janeiro, inclusive com a atuação de drones da Polícia Civil.

Na ocasião, o Chefe do 4º Departamento de Polícia Civil em Juiz de Fora, Delegado-Geral Carlos Roberto da Silveira Costa, reforçou que outras ações, tais como blitzes e postos de fiscalização em escala local e regional, continuariam a ser realizadas em momento oportuno. Operações e atividades do serviço de inteligência também têm sido intensificadas no âmbito do Departamento.

Assessoria de Comunicação da PCMG

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases