728x90 AdSpace

Magazine Luiza
  • Últimas

    Sicred Santa Rita Drogaria
    Curso de Barbeiro Promoção autos
    quinta-feira, 7 de setembro de 2023

    Árvores das Praças Rui Barbosa e Santa Rita correm o risco de morrer, alertou ambientalista na Câmara

    Ele também advertiu sobre a supressão da vegetação próxima às margens de rios e córregos



    Cataguases, 7 de setembro de 2023 -
    Na última segunda-feira, dia 4 de setembro, a Câmara Municipal de Cataguases recebeu a visita do ambientalista e arquiteto Pedro Marcos Oliveira, que trouxe um importante alerta para a sociedade local. Pedro Marcos levantou preocupações sobre a supressão contínua de vegetação nas Áreas de Preservação Permanente (APP) da cidade, destacando a falta de justificação por parte do poder público para essas ações.
     
    De acordo com Pedro Marcos Oliveira, nos últimos tempos, Cataguases testemunhou a supressão de vegetação em diversas áreas sensíveis, incluindo na Vila Leonardo, na Avenida Meia Pataca e diversos outros locais. Ele expressou sua perplexidade quanto à ausência de explicações para essas ações que impactam diretamente o meio ambiente local.

    Outro problema grave mencionado pelo ambientalista foi o risco iminente enfrentado pelas árvores centenárias das Praças Santa Rita e Rui Barbosa. Ele enfatizou que essas árvores, com aproximadamente 100 anos de idade, são relativamente jovens em termos de longevidade arbórea. Ele alertou que essas árvores históricas estão sofrendo danos significativos e que podem vir a morrer em série devido à comunicação subterrânea entre elas por meio de fungos.


    As árvores estão sendo sufocadas na base
    Foto de asfaltamento na base de árvore da Praça Santa Rita

    Pedro Marcos Oliveira explicou que os paralelepípedos usados historicamente nas ruas facilitam a drenagem para as árvores, mas em algumas áreas, elas estão sendo sufocadas na base (foto acima), comprometendo seu acesso à água e nutrientes. Ele citou o exemplo de Belo Horizonte, que possui um Plano Diretor de Arborização Urbana, destacando a importância de planejamento e cuidado adequados com a vegetação urbana.

    O ambientalista enfatizou que árvores centenárias ainda têm potencial de crescimento significativo e pediu aos vereadores que o município promova estudos botânicos, de engenharia florestal e arquitetônicos para melhorar as condições de captação de água pelas raízes das árvores.

    Ele também mencionou um conceito importante: a saúde do planeta pode ser restaurada nas cidades por meio da arborização urbana. Segundo Oliveira, é fundamental uma ordenação sistêmica da paisagem para promover a reprodução natural das árvores e melhorar a qualidade de vida urbana.

    "Cataguases está em uma área de drenagem e todo curso d'água é um fluxo de vida e nós estamos, nesta gestão, surpreendentemente suprimindo a vegetação das margens, que seria uma chance de reprodução, de revegetação espontânea e de melhoria da Saúde da cidade", afirmou.


    Com aproximadamente 16 mil árvores no perímetro urbano, Cataguases demonstra a necessidade urgente de um compromisso com o meio ambiente e a implementação de políticas de conservação e restauração da vegetação urbana. A mensagem de Pedro Marcos Oliveira serve como um chamado à ação para proteger e preservar o valioso patrimônio natural da cidade.

    Por Mídia Mineira 
    • Comente no Site
    • Comente no Facebook

    0 comments:

    Postar um comentário

    Item Reviewed: Árvores das Praças Rui Barbosa e Santa Rita correm o risco de morrer, alertou ambientalista na Câmara Rating: 5 Reviewed By: Mídia Mineira
    Voltar para o Início