Pular para o conteúdo principal
Web Certificados
Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

PCMG realiza operação “Cataclisma” em Muriaé

Ação foi realizada no município da Zona da Mata mineira para combater o tráfico. Um suspeito foi preso e drogas foram apreendidas A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) deflagrou, nesta quinta-feira (13/1), a operação “Cataclisma”, visando combater o tráfico de drogas no município de Muriaé, na Zona da Mata mineira. Na ocasião, durante cumprimento de mandado de busca e apreensão no Bairro Padre Tiago, um suspeito de 29 anos foi preso.  Além disso, também foram apreendidos, aproximadamente, dois quilos de maconha, 41 papelotes de cocaína, R$ 112 e uma balança de precisão. Conforme informações do delegado Glaydson Souza, levantamentos da PCMG apontaram que o investigado realizava a mercancia ilícita de entorpecentes na residência dele, onde foram localizados os materiais.  O rapaz foi preso em flagrante por tráfico e conduzido até a unidade policial.  Operação “Cataclisma” De acordo com o delegado, o nome da operação faz alusão à dificuldade de acesso ao imóvel do suspeito, já que no loc

Capitólio: PCMG libera corpos dos ocupantes da lancha às famílias

Em menos de 48 horas após o resgate de vítimas do acidente em Capitólio, os corpos foram identificados e liberados aos familiares.


Em menos de 48 horas após o resgate de vítimas do acidente em Capitólio, região Sudoeste do estado, os corpos dos dez ocupantes da lancha Jesus, embarcação diretamente atingida pela rocha que se desprendeu de uma área de cânions, foram identificados e liberados aos familiares. O método para identificar os tripulantes foi a papiloscopia (impressões digitais), com análises realizadas pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), por meio do Instituto de Identificação, em sete casos, com apoio da Polícia Federal em outros três.
Os exames necroscópicos foram realizados no Posto de Perícia Integrado (PPI) da PCMG em Passos. Já os segmentos corpóreos localizados, bem como as amostras de material genético coletadas de familiares das vítimas, serão analisados pelo Instituto Médico-Legal Dr. André Roquette e pelo Instituto de Criminalística, unidades da Polícia Civil sediadas na capital.

Paralelamente aos trabalhos de identificação, a PCMG instaurou o inquérito policial para apurar as circunstâncias dos fatos. Inclusive, equipes de policiais civis, integrados aos demais membros de instituições que compõem a força-tarefa atuante no caso – Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar, Defesa Civil, Marinha do Brasil e órgãos municipais –, começaram os primeiros levantamentos periciais e investigativos tão logo tiveram conhecimento do ocorrido, ainda no último sábado (9/1).

Investigações

O procedimento tramita na Delegacia Regional em Passos e, conforme o delegado regional Marcos Pimenta, há grupos de investigação em cinco cidades do entorno: Capitólio, São José da Barra, Alpinópolis, Piumhi e Passos. “A Polícia Civil não descartará nenhuma hipótese, mas a apuração será feita com a devida cautela que o caso impõe. Almejávamos, no primeiro momento, dar conforto aos familiares e celeridade na identificação. Nesta semana, daremos sequência ao inquérito policial”, informa.

De acordo com Marcos Pimenta, policiais civis estão colhendo informações com o proprietário da lancha, assim como serão ouvidos ocupantes de outras embarcações, que já receberam alta hospitalar, e testemunhas que estavam no local. “Também estamos em contato com um geólogo, formado nessa área, que vai nos auxiliar em respostas a questionamentos feitos”, pontua.

Agilidade

Durante visita à região do acidente, nesta segunda-feira (10/1), o governador do Estado, Romeu Zema, agradeceu o trabalho das equipes atuantes: “Lamento muito a perda das dez vidas. E quero agradecer a todas as instituições que participaram e aos voluntários que estiveram junto no resgate de vítimas que sobreviveram e daquelas que perderam suas vidas. Fica aqui também o meu reconhecimento à Polícia Civil por essa agilidade (na identificação dos corpos), que acaba dando conforto às famílias”

Fonte: ASCOM-PCMG 

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui