Pular para o conteúdo principal
Unipac
Web Certificados
Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

2 de dezembro: Minas Gerais completa hoje 301 anos de emancipação

Minas começou a ganhar autonomia administrativa em 1720, quando formou uma capitania própria e foi, por muito tempo, centro econômico brasileiro Neste dia 2 de dezembro de 2021, Minas Gerais completa 301 anos de sua emancipação da capitania de São Paulo, por alvará régio do Rei Dom João V, assinado após ouvir o Conselho Ultramarino, em 2 de dezembro de 1720. Até se tornar um estado tal qual conhecemos hoje, muita coisa aconteceu. A capitania de Minas Gerais foi o primeiro passo para a autonomia administrativa de Minas e ela é resultado do desmembramento da capitania de São Paulo e Minas do Ouro.  Com a descoberta da abundância de ouro no fim do século XVII a região se tornou o centro econômico da colônia. "Minas é, durante muito tempo, um conjunto de arraiais. Eu costumo comparar Minas nesse período com um filme de faroeste. É uma terra sem lei onde não existe um aparato administrativo, que vai se instalar só por volta de 1709 e que vai se consolidar por volta de 1720", expli

Câmara aprova projeto que institui Educação Financeira nas escolas municipais de Cataguases

Projeto é do vereador Marcos Costa (foto)


Foi aprovado na sessão desta quarta-feira (13), o Projeto de Lei nº 43/2021 de autoria do vereador Marcos Costa, que institui o Programa “Educação Financeira na Escola” nas escolas da rede municipal de ensino.

Segundo o projeto, o tema “Educação Financeira” contemplará e desenvolverá os princípios de planejamento, gerenciamento, avaliação e controle da economia pessoal e familiar, oportunizando a obtenção de informação, formação e orientação para o desenvolvimento de competências financeiras do cidadão.

Entre os objetivos do projeto estão orientar sobre atitudes adequadas no planejamento e uso dos recursos pessoais e familiares; aprender técnicas que ajudem o aluno a fazer uso inteligente e racional do dinheiro pessoal e familiar, no presente e no futuro; despertar o interesse e a consciência do aluno sobre a gestão financeira pessoal; permitir que o aluno aprenda e realize o planejamento, a execução, a avaliação e o controle do orçamento doméstico por meio do conhecimento dos conceitos de receita bruta, receita líquida, custos e despesas; desenvolver a mentalidade e a atitude de economizar e preparar as novas gerações para fazer uso inteligente e responsável do dinheiro.

O conteúdo programático deverá ser elaborado pela Secretaria Municipal de Educação e a matéria poderá ser trabalhada por meio de palestras, atividades interdisciplinares, leitura e interpretação de textos com informações atinentes à temática.

O projeto aguarda a sanção do prefeito José Henriques para virar Lei.

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui