Pular para o conteúdo principal
Web Certificados
Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

Morador de Leopoldina tem perna amputada e filho pede ajuda para compra de prótese

Familiares de Sílvio Bastos, 62, que mora em Leopoldina, lançaram campanha de arrecadação de fundos para comprar uma prótese para a perna direita Familiares do Sr. Sílvio Bastos, de 62 anos, residente em Leopoldina, iniciaram uma campanha de arrecadação de recursos para a compra de uma prótese para sua perna direita, amputada no início de 2020 devido a complicações relacionadas à diabetes. O filho do paciente, Jeferson, entrou em contato relatando a situação em busca de ajuda dos leitores e leitoras que acessam o jornal e informando sobre a “vaquinha”, aberta para tentar comprar a prótese. De acordo com o orçamento, datado de 7 de abril deste ano, a prótese para amputação transtibial, pé sach, encaixe em resina acrílica, reforço em carbono, sistema por pino de fixação com liner em silicone, tem o valor orçado em R$ 9.500,00. “Olá! Venho por meio deste avisar que estamos fazendo uma corrente do bem pra tentar comprar a prótese de meu pai”, escreveu Jeferson. “Meu pai veio sofrendo de di

CEI da vacinação consegue na Justiça lista com nomes dos primeiros vacinados em Cataguases

Secretaria Municipal de Saúde não liberou relatório com 689 nomes, obrigando CEI apelar para Justiça que concedeu mandato de segurança. Após análise dos nomes, constatou-se irregularidades, afirma Comissão.


O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) concedeu mandado de segurança em favor da Comissão Especial de Inquérito (CEI) que investiga a vacinação em Cataguases, para que a mesma pudesse ter acesso a lista com o nome das pessoas que foram vacinadas com a primeira remessa de vacinas em Cataguases. Na época houve denúncia de fura-fila no Município, razão pela qual foi instaurada a Comissão de investigação pela Câmara de Vereadores, mas o secretário municipal de Saúde, Ricardo Mattos, não quis entregar a lista com o nome dos primeiros vacinados, alegando proibição devido a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais. A Comissão solicitou judicialmente através do advogado Maurício Rufino, pago do próprio bolso dos vereadores, onde obtiveram êxito, tendo o pedido acatado pela Justiça.

Conforme o presidente da CEI, vereador Rafael Moreira, a lista com 689 nomes foi recebida pela comissão que detectou várias inconsistências que estão sendo apuradas, com fortes indícios de irregularidades. Conforme o vereador, o relatório final será entregue na quinta-feira (2/9) e lido provavelmente na sessão subsequente. Após a leitura, o relatório, com todas as irregularidades apuradas, será entregue também ao Ministério Público de Minas Gerais e ao Ministério Público Federal para as demais providências.

Na sessão ordinária desta terça-feira (24), o vereador Silvio Romero, integrante da Comissão, ressaltou a importância da CEI para o avanço da vacinação no Município e disse que a Comissão será histórica. "Essa CEI fará história aqui nesta Casa e todos nós, os 15 vereadores, teremos muito orgulho de termos participado deste momento histórico da vida de nossa sociedade", destacou. 

O vereador Rafael Moreira também exaltou o trabalho da CEI: "É uma comissão que não vai terminar em pizza, como muitos disseram, nós trabalhamos muito e vocês vão ter orgulho de terem feito parte desta Câmara quando nós apresentarmos o relatório".

Participam da CEI os vereadores: Rafael Moreira (PROS), Silvio Romero (PODEMOS), Rogério Filho (PC do B), Marcos Costa (PSB) E Ricardo Dias (PSB).














Fonte: 

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui