Pular para o conteúdo principal
Unipac
Web Certificados
Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

Câmara de Dona Euzébia rejeita parecer do TCEMG e aprova contas de 2014 do ex-prefeito Mazinho

Decisão aconteceu após o ex-prefeito apresentar defesa em plenário. Nesta quinta-feira (2), os vereadores de Dona Euzébia rejeitaram o parecer do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) e aprovaram as contas do ex-prefeito da cidade, Itamar Ribeiro Toledo, o Mazinho, referente ao exercício de 2014. No dia 12 de agosto, os vereadores realizaram uma votação para analisar o parecer do TCE, mas a mesma foi anulada pelo próprio TCE, devido a falta de quórum e a ausência de defesa do ex-prefeito. Na ocasião, a Comissão de Finanças havia acompanhado o parecer do TCE, mas após o comparecimento de Mazinho, dentro do prazo regimental, os vereadores aceitaram os argumentos, fazendo com que a maioria dos membros da comissão mudassem o voto, deixando os demais edis à vontade para rejeitar o parecer por 6 votos a 3. Não é a primeira vez que a Câmara de Dona Euzébia rejeita um parecer do TCEMG.  O fato já ocorreu em outras duas oportunidades, quando os vereadores rejeitaram o parecer do

Polícia Civil instaura inquérito para apurar clínica de repouso de idosos

Após visita de policiais e vigilância sanitária até a clínica, em Juiz de Fora, foi constatado a insalubridade do local onde os idosos viviam.


A Polícia Civil de Minas Gerais, após determinação do Ministério Público para comparecimento em uma clínica de repouso para idosos, que funciona no Bairro Graminha, em Juiz de Fora, na Zona da Mata mineira, abriu inquérito contra a proprietária para apurar as condições insalubres as quais os idosos eram submetidos.

Policiais do Núcleo do Idoso, junto com representantes da Vigilância Sanitária Municipal, realizaram visita a clínica de repouso de idosos. Segundo a autoridade policial responsável pelo Núcleo, Dr. Hamilton, o local apresentava-se em péssimas condições de higiene e com estrutura precária: colchões em péssimas condições, quartos sem iluminação adequada, camas quebradas, banheiros com o chão sujo de fezes e sem papel higiênico, sala de enfermagem com infiltração no teto e alagada, lavanderia insalubre, entre outros problemas que inviabilizariam o funcionamento da instituição.

Segundo o delegado, a clínica já havia sido interditada pela vigilância sanitária, mas continuou a funcionar por força de uma liminar da justiça. Diante da situação apresentada, a proprietária foi encaminhada à Delegacia do Idoso, onde prestou declarações e foi liberada, por tratar-se de crime de menor potencial ofensivo, sendo instaurado inquérito policial para apurar o fato. Ainda segundo o delegado, este é o segundo inquérito instaurado contra a proprietária da clínica.

A fim de solucionar o problema quanto as condições a que os idosos estavam submetidos, foi solicitada reunião com a secretária de assistência social do município, Maria Luiza, e com a subsecretaria, Valéria, que se mostraram muito sensíveis à situação dos idosos e imediatamente conseguiram vagas para os mesmos em um outro lar para idosos no município. Ainda durante a reunião, foi estabelecida uma parceria entre a Delegacia do Idoso e a Secretaria de Assistência Social, para verificação das denúncias de maus tratos, a fim de que todas as denúncias sejam apuradas.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui