Pular para o conteúdo principal
Web Certificados
Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

Morador de Leopoldina tem perna amputada e filho pede ajuda para compra de prótese

Familiares de Sílvio Bastos, 62, que mora em Leopoldina, lançaram campanha de arrecadação de fundos para comprar uma prótese para a perna direita Familiares do Sr. Sílvio Bastos, de 62 anos, residente em Leopoldina, iniciaram uma campanha de arrecadação de recursos para a compra de uma prótese para sua perna direita, amputada no início de 2020 devido a complicações relacionadas à diabetes. O filho do paciente, Jeferson, entrou em contato relatando a situação em busca de ajuda dos leitores e leitoras que acessam o jornal e informando sobre a “vaquinha”, aberta para tentar comprar a prótese. De acordo com o orçamento, datado de 7 de abril deste ano, a prótese para amputação transtibial, pé sach, encaixe em resina acrílica, reforço em carbono, sistema por pino de fixação com liner em silicone, tem o valor orçado em R$ 9.500,00. “Olá! Venho por meio deste avisar que estamos fazendo uma corrente do bem pra tentar comprar a prótese de meu pai”, escreveu Jeferson. “Meu pai veio sofrendo de di

Prefeitura confirma variante do Reino Unido em Cataguases

Confirmação chegou quatro meses após a coleta.


A prefeitura de Cataguases confirmou na tarde desta quinta-feira (10) que um caso da variante B.1.1.7 da Covid-19 de origem do Reino Unido foi registrado na cidade.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), um exame laboratorial de sequenciamento genético realizado em 18 de janeiro, pela Fundação Ezequiel Dias (FUNED), apontou a nova cepa. O nome do paciente não foi divulgado. 

A pasta alega que a notícia chegou através da Gerência Regional de Saúde apenas ontem (9), devido o fluxo para pesquisas de amostragens da Fundação Ezequiel Dias (Funed).

A prefeitura reitera que todas as medidas estão sendo tomadas e que uma investigação do caso está sendo realizada.

Segundo estudo publicado no The Lancet Infectious Diseases, a variante foi associada ao aumento da carga viral, sendo portanto mais transmissível. Quanto a gravidade da doença, a variante não parece contribuir, conclui o estudo. Por outro lado, pesquisadores da universidade London School of Hygiene & Tropical Medicine, em Londres, após analisar cerca de dois milhões de testes, concluíram que a cepa é 55% mais letal. 

A notícia chega em um período crítico para o Município de Cataguases que hoje apresenta o maior índice de mortes por 100 mil habitantes entre os maiores municípios da Zona da Mata, ficando à frente de Juiz de Fora, Ubá, Muriaé, Viçosa e da vizinha Leopoldina. Técnicos do Comitê Covid Municipal e do Hospital de Cataguases já aconselharam medidas mais rigorosas, mas até o momento o prefeito José Henriques segue sem decisão importante.



Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui