Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

Fiscalização da prefeitura encerra festa clandestina com 42 pessoas em Leopoldina

Durante a ação, um dos envolvidos chegou a ameaçar os fiscais. Proprietária do local foi notificada e multada em R$ 10 mil. Ação contou com o apoio da Polícia Militar.


Uma festa clandestina com 42 pessoas foi encerrada em uma residência da Rua Emilia Lavasseur Rocha, região da Praça da Bandeira, em Leopoldina, na madrugada deste domingo (6). A Polícia Militar foi acionada e registrou a ocorrência. A realização de festas públicas ou particulares está proibida no município em razão das medidas de combate ao novo coronavírus.

Segundo as informações, os fiscais Fábio Almeida e Felipe Almada, coordenados pelo Dr. Eduardo Duarte, flagraram a ocorrência de uma festa com 42 pessoas, muitas delas aparentemente menores de idade, ocorrendo em uma residência. Eles determinaram o imediato encerramento da festa, ocasião em que os jovens e adolescentes no local começaram a sair e se dispersarem.

Segundo os fiscais, um destes jovens disse que iria no carro buscar uma arma para resolver a situação. Diante da ameaça, a Polícia Militar foi acionada e se deslocou rapidamente ao local com duas viaturas. O indivíduo que fez a ameaça fugiu ao perceber o acionamento da corporação.

De acordo com os fiscais, a responsável pelo imóvel onde ocorria a festa foi multada em R$ 10.000,00 e autuada pela prefeitura e pela Polícia Militar, que acompanhou os fiscais para garantir a segurança de todos eles.

Segundo o fiscal Felipe Almada, além desta situação, na mesma noite, a fiscalização municipal dispersou em dois momentos inícios de aglomerações de jovens com bebidas alcoólicas na Praça da Catedral e uma na Praça da Bandeira, garantindo, desta forma, que não se criasse um ambiente de proliferação da Covid-19. Além disso, uma igreja funcionando além do horário permitido, com a maioria dos fiéis sem máscara e sem distanciamento foi interditada.

Conforme ressaltou Almada, a Fiscalização Municipal trabalha ostensivamente todos os dias para garantir a efetividade das medidas de enfrentamento ao coronavírus e denúncias relativas a estas situações podem ser feitas por mensagens de Whatsapp através do número 98424-9751.

Fonte: Jornal O Vigilante Online
 

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui