Pular para o conteúdo principal
Web Certificados
Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

Morador de Leopoldina tem perna amputada e filho pede ajuda para compra de prótese

Familiares de Sílvio Bastos, 62, que mora em Leopoldina, lançaram campanha de arrecadação de fundos para comprar uma prótese para a perna direita Familiares do Sr. Sílvio Bastos, de 62 anos, residente em Leopoldina, iniciaram uma campanha de arrecadação de recursos para a compra de uma prótese para sua perna direita, amputada no início de 2020 devido a complicações relacionadas à diabetes. O filho do paciente, Jeferson, entrou em contato relatando a situação em busca de ajuda dos leitores e leitoras que acessam o jornal e informando sobre a “vaquinha”, aberta para tentar comprar a prótese. De acordo com o orçamento, datado de 7 de abril deste ano, a prótese para amputação transtibial, pé sach, encaixe em resina acrílica, reforço em carbono, sistema por pino de fixação com liner em silicone, tem o valor orçado em R$ 9.500,00. “Olá! Venho por meio deste avisar que estamos fazendo uma corrente do bem pra tentar comprar a prótese de meu pai”, escreveu Jeferson. “Meu pai veio sofrendo de di

Dono de padaria improvisa mesa em calçada e doa pães em Leopoldina

Ação solidária foi motivada após Decreto Municipal proibir a abertura de padarias aos domingos e feriados.


No começo da manhã desta quinta-feira, dia 3 de junho, uma cartolina escrita à mão com a frase “Doação dos Pães Padaria do Celinho” estava na porta da Padaria do Chafariz, localizada no Bairro Pirineus, juntamente com várias sacolas de pães sobre uma mesa improvisada em frente às portas daquele conhecido estabelecimento comercial.

A doação chamou a atenção de muitas pessoas no feriado de Corpus Christi. O gesto foi compartilhado e logo ‘viralizou‘ nas redes sociais.

Há mais de 40 anos no ramo, 14 deles somente na Padaria do Chafariz, seu proprietário, Jocélio Ferreira (Celinho), explica que todo o material para fabricação dos pães já estava pronto e seria perdido pelo fato da padaria não poder abrir neste feriado, conforme determinação do Decreto nº 4.861/21 que endureceu medidas contra o novo coronavírus no município.

Celinho contou para nosso parceiro em Leopoldina, jornal O Vigilante Online, que os pães foram colocados em sacolas devidamente higienizadas e disponibilizadas em frente ao estabelecimento para os clientes tradicionais e pessoas que não tinham condições de pagar.

Fonte: Jornal O Vigilante Online
 

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui