Adolescente apontado como autor de homicídio é ouvido pela Polícia Civil em Muriaé

O menor confessou ter torturado e jogado a vítima amarrada, ainda com vida, dentro do Rio Preto em Muriaé. Nesta terça-feira (13), a Polícia Civil conseguiu identificar e capturar um adolescente de 17 anos, morador do bairro União em Muriaé, apontado como responsável pela morte de outro adolescente, de mesma idade, no último domingo (11). A vítima, identificada como Dejair Fernandes Da Silva (foto abaixo), teve as mãos amarradas e foi jogada no Rio Preto . Dejair foi morto com requintes de crueldade Foto: Rede Social De acordo com as investigações realizadas pela Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o autor é apontado como gerente do tráfico de drogas no bairro União. A motivação foi o roubo de um celular de uma moradora do bairro pela vítima. O adolescente, como líder do tráfico no local, resolveu fazer justiça com as próprias mãos, para servir de exemplo para todos. Ele contou que torturou a vítima com pauladas e que depois teria amarrado as mão

Ministro do STF Kassio Nunes Marques libera a realização presencial de atividades religiosas

A decisão monocrática foi publicada neste sábado (3/4) e libera a realização de cultos e missas com no máximo 25% da capacidade do templo

Foto: Fellipe Sampaio / STF

Parceiro Magalu

Em decisão publicada neste sábado (3), devido a ação protocolada pela Associação Nacional de Juristas Evangélicos, o Ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), liberou a realização de missas e cultos religiosos em todo o Brasil. A ADPF 701/MG determina que “os Estados, Distrito Federal e Municípios se abstenham de editar ou de exigir o cumprimento de decretos ou atos administrativos locais que proíbam completamente a realização de celebrações religiosas presenciais, por motivos ligados à prevenção da Covid19”.

Com a decisão, os decretos municipais que proíbem a realização de missas e cultos religiosos tornam sem efeito. A decisão prevê que "sejam aplicados, nos cultos, missas e reuniões de quaisquer credos e religiões, os protocolos sanitários de prevenção, relativos à limitação de presença (no máximo, 25% da capacidade), além das medidas acima mencionadas, tais como: distanciamento social (com ocupação de forma espaçada entre os assentos e modo alternado entre as fileiras de cadeiras ou bancos), observância de que o espaço seja arejado (com janelas e portas abertas, sempre que possível), obrigatoriedade quanto ao uso de máscaras, disponibilização de álcool em gel nas entradas dos templos, aferição de temperatura, fixadas estas como balizas mínimas". 

O Prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), foi intimado pelo Ministro para prestar esclarecimentos após postar em seu Twitter que não seguiria a decisão do ministro recém-chegado no Supremo, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro. Por outro lado, alguns prefeitos, como do Município de Leopoldina publicaram notas liberando a atividade religiosa neste domingo.

A decisão tem caráter liminar, ou seja, ainda é provisória.
 

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases