Adolescente apontado como autor de homicídio é ouvido pela Polícia Civil em Muriaé

O menor confessou ter torturado e jogado a vítima amarrada, ainda com vida, dentro do Rio Preto em Muriaé. Nesta terça-feira (13), a Polícia Civil conseguiu identificar e capturar um adolescente de 17 anos, morador do bairro União em Muriaé, apontado como responsável pela morte de outro adolescente, de mesma idade, no último domingo (11). A vítima, identificada como Dejair Fernandes Da Silva (foto abaixo), teve as mãos amarradas e foi jogada no Rio Preto . Dejair foi morto com requintes de crueldade Foto: Rede Social De acordo com as investigações realizadas pela Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o autor é apontado como gerente do tráfico de drogas no bairro União. A motivação foi o roubo de um celular de uma moradora do bairro pela vítima. O adolescente, como líder do tráfico no local, resolveu fazer justiça com as próprias mãos, para servir de exemplo para todos. Ele contou que torturou a vítima com pauladas e que depois teria amarrado as mão

CEI da Covid pretende apresentar projeto para que Município pague auxílio emergencial a mil famílias de Cataguases

Intenção é usar dotações orçamentárias que estão paradas devido a pandemia


Parceiro Magalu

A Comissão Especial de Inquérito (CEI) que fiscaliza a vacinação e outras questões ligadas a Covid-19 em Cataguases, composta pelos vereadores: Rafael Moreira, Ricardo Dias, Rogério Filho e Marcos Costa, pretende apresentar, entre outros, um projeto para Auxílio Emergencial Municipal para ajudar mil famílias carentes.

Conforme Ricardo Dias, o Projeto já foi analisado por advogados e está dentro da legalidade. Ele explicou que devido a pandemia de Covid-19, a Prefeitura e a Câmara Municipal possuem dotações orçamentárias que não estão sendo usadas, como diárias de viagem e recursos para eventos das secretarias de Cultura e Esporte, entre outras. A intenção é transferir esse dinheiro da Câmara e da Prefeitura, que está parado, para um fundo de auxílio emergencial municipal. O valor totalizaria cerca de R$ 250 mil por mês, que seriam disponibilizados para mil famílias carentes, ou seja, R$ 250,00 para cada família durante seis meses. A prefeitura, através da secretaria de Desenvolvimento Social, seria a responsável pelo cadastro e pagamento do auxílio, explicou o vereador.

Conforme apurado pelo site Mídia Mineira, a comissão deseja entrar com o projeto em caráter de urgência, mas devido a pandemia, a questão irá depender do presidente do legislativo, pois os protocolos estão suspensos.

Confira abaixo o vídeo com a explicação do vereador Ricardo Dias:


Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases