Adolescente apontado como autor de homicídio é ouvido pela Polícia Civil em Muriaé

O menor confessou ter torturado e jogado a vítima amarrada, ainda com vida, dentro do Rio Preto em Muriaé. Nesta terça-feira (13), a Polícia Civil conseguiu identificar e capturar um adolescente de 17 anos, morador do bairro União em Muriaé, apontado como responsável pela morte de outro adolescente, de mesma idade, no último domingo (11). A vítima, identificada como Dejair Fernandes Da Silva (foto abaixo), teve as mãos amarradas e foi jogada no Rio Preto . Dejair foi morto com requintes de crueldade Foto: Rede Social De acordo com as investigações realizadas pela Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o autor é apontado como gerente do tráfico de drogas no bairro União. A motivação foi o roubo de um celular de uma moradora do bairro pela vítima. O adolescente, como líder do tráfico no local, resolveu fazer justiça com as próprias mãos, para servir de exemplo para todos. Ele contou que torturou a vítima com pauladas e que depois teria amarrado as mão

Operação conjunta fiscaliza postos de combustíveis em Muriaé



Parceiro Magalu

Nesta terça-feira (9/3), a Polícia Civil de Minas Gerais, em parceria com a Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Muriaé, realizou uma operação no município da Zona da Mata mineira para fiscalizar postos de combustíveis locais, objetivando verificar eventuais aumentos abusivos de preços. Na cidade de Muriaé, foram cerca de dez postos fiscalizados.

Conforme informações do delegado Fábio Correia do Nascimento, várias documentações e informações foram solicitadas aos gerentes e aos proprietários dos estabelecimentos para análises e providências posteriores. “O Procon realizará a tarefa de fazer a análise técnica dos documentos, principalmente das notas fiscais e dos preços anotados nas bombas, visando averiguar possíveis incompatibilidades. Caso sejam verificadas irregularidades, as documentações serão remetidas à Polícia Civil a fim de que seja apurada a eventual prática de crime contra a economia popular, conforme disposto na Lei nº 1.521, de 26 de dezembro de 1951, no artigo 3º, inciso VI”, concluiu.

Fonte: Polícia Civil de Minas Gerais
 




Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases