AGORA É LEI: Em Cataguases autistas terão direito a Carteira de Identificação para garantia de direitos

Lei do vereador Ricardo Dias foi sancionada pelo prefeito José Henriques no último domingo (9) O prefeito de Cataguases, José Henriques, sancionou a Lei nº 4751/2021, de autoria do vereador Ricardo Dias que Institui e Regulamenta a emissão da Carteira de Identificação da pessoa com Transtorno do Espectro Autista (CIA/TEA) no âmbito do Município de Cataguases. O documento será emitido pelos Centros de Referências de Assistência Social (CRAS), vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social e o portador poderá usufruir dos direitos concedidos a pessoa com TEA no Município, como preferência e prioridade total em todos os órgãos, setores e repartições públicas e particulares que possuam filas e ordem de chegada para fins de atendimento, gratuidade em estacionamentos públicos e privados, entre outros. A Lei já está em vigor e os responsáveis devem se dirigir a Secretaria de Desenvolvimento Social, localizada no Centro Administrativo na Rua Gama Cerqueira, 70, na Vila Domingos Lopes ou a um

Secretaria de Cultura e Turismo de Cataguases apresenta balanço dos 20 primeiros dias de trabalho


O secretário de Cultura e Turismo e também vice-prefeito, Marco Andrade, iniciou suas atividades no comando da pasta neste mês fazendo um levantamento dos equipamentos existentes na cidade, junto com sua equipe de trabalho. Nas primeiras semanas de trabalho foram realizadas diversas ações de reconhecimento e iniciativas para o desenvolvimento cultural de Cataguases. Já nos primeiros dias, foram realizadas vistoria e limpeza na Chácara Dona Catarina e no Centro Cultural Eva Nil, além do serviço de poda no entorno da Estação Ferroviária, dando nova visibilidade à região. Também receberam vistorias o antigo Clube Social, o Cine Edgard e os acervos cultural e mobiliário do patrimônio do município.

Uma novidade é a pré-produção do Carnaval 2021. Com o tema “O Carnaval é Virtual, mas a Alegria é Real”, o projeto tem a intenção inicial de apresentar lives de artistas ligados ao samba e entrevistas com quem faz parte do carnaval de Cataguases. Também foi iniciado o processo de digitalização do acervo da Sala de Vídeo Eva Nil e o mapeamento dos artistas, produtores, artesãos e produtos culturais de Cataguases, que serão divulgados em aplicativos. Outra iniciativa, foi o início do estudo e preparação para a criação do plano piloto de web-rádio nos bairros.

Realizado com o início do trabalho, o secretário de Cultura e Turismo se disse satisfeito com o começo das atividades e comentou a ideia do carnaval virtual. “Nestes primeiros dias fizemos o reconhecimento do espaço, analisando como os setores da cultura e do turismo estavam na cidade. A equipe da secretaria é muito boa e vamos fazer o que for necessário para colocar essas áreas no patamar que elas merecem. A ideia deste carnaval diferente é para que a data não passe em branco na nossa cidade. A intenção é realizar um trabalho com a memória de Cataguases e apresentá-lo no período da folia”, disse.

Também foram realizadas reuniões com a área administrativa do patrimônio sobre o acervo e demandas de restauração, com empreendedores de startups em busca de investimentos e parcerias entre o poder público e o privado, com artistas plásticos de Cataguases para o início de uma das ações do Projeto Margens e de Planejamento Anual das Ações do Departamento Municipal do Patrimônio Histórico e Artístico de Cataguases (DEMPHAC). Em busca de fomentar o setor de turismo, também foi feita uma reunião de trabalho com a comissão do Circuito Serras e Cachoeiras.

Fonte: Prefeitura de Cataguases
 

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases