PCMG prende em flagrante suspeito pela prática dos crimes de tortura e de cárcere privado em Visconde do Rio Branco

Também foi cumprido mandado de prisão em desfavor do investigado, de 29 anos, após apuração de denúncia relacionada à violência doméstica Na quinta-feira (3/12), a Polícia Civil de Minas Gerais prendeu em flagrante um homem de 29 anos, suspeito de cometer os crimes de tortura e de cárcere privado. A ação ocorreu, após apuração de denúncia relacionada à prática de violência doméstica contra a companheira do investigado. Conforme informações do delegado Aldrey Toledo Ribeiro, no fim de novembro, foi instaurado inquérito policial para apurar os fatos, assim que a PCMG recebeu relatório social do Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRAM) com a denúncia, noticiando que a vítima estaria vivendo, há algum tempo, em situação de cárcere privado e de tortura. “O referido documento informava ainda que a mulher seria trazida para a delegacia, no dia 02 de dezembro, quando teria uma consulta com a psiquiatra que estava acompanhando a vítima. No entanto, na data agendada, a vítima não comp

Leopoldina publica decreto para reabertura de templos


Começou a vigorar nesta segunda-feira (10) as novas normas para reabertura dos templos religiosos da cidade de Leopoldina. As decisões foram tomadas com base nas deliberações do Comitê Extraordinário COVID-19, expedidas pelo Estado de Minas Gerais, assim como pela pauta da reunião do Comitê consultivo de Gestão de Crise, realizada na última sexta-feira.

Os templos e reuniões religiosas poderão voltar a funcionar e ter seus horários de funcionamento normalizados, respeitando uma série de determinações em relação à higienização do local, ao distanciamento social e a outros fatores de prevenção ao Coronavirus. Dentre as principais medidas a serem adotadas, estão:
  • Restrição do número de fiéis para 30% da capacidade máxima do espaço, com limite máximo de 30 pessoas por culto (Deliberação do Comitê Extraordinário COVID-19 nº 17/2020, Estado de Minas Gerais);
  • Realização de higienização completa dos ambientes e superfícies, antes e após cada utilização, com álcool 70% ou água sanitária;
  • Disponibilização dos assentos de forma alternada, com distanciamento de 2 metros entre cada pessoa, bloqueando de forma física aqueles que não puderem ser ocupados;
  • Proibição da entrada de pessoas que estiverem com febre ou apresentarem outros sintomas do COVID-19.
A utilização de máscaras também passa a ser item obrigatório no interior dos templos e igrejas, tanto por parte dos fiéis quanto por parte dos colaboradores que participarem das celebrações. Também permanecem proibidas as realizações de quaisquer atividades que gerem aglomeração, como procissões, caminhadas, celebrações campais, entre outras.

“Nossa vontade sempre foi de cumprir todos os desejos da nossa população com inteiro e profundo teor de responsabilidade, só sendo possível graças às atitudes firmes tomadas até o presente momento pela administração. Amanhã reuniremos com mesma dedicação em relação ao comércio”, afirmou o prefeito de Leopoldina, José Roberto de Oliveira

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Leopoldina
 

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases