Fotos com pombos pintados de diversas cores em Leopoldina ganham repercussão nacional

Famosos como Luisa Mell e  Xuxa Meneghel não gostaram da brincadeira A aparição, já há algum tempo, de pombos pintados de vermelho, azul ou verde, entre outras cores, no município de Leopoldina, na Zona da Mata Mineira, ganhou, na tarde desta terça-feira (19), repercussão nacional, após a apresentadora de TV e ativista da causa animal, Luisa Mell, compartilhar a denuncia em seu Instagram, que possui quase 4 milhões de seguidores. "Recebi várias denúncias de que estão pintando os pombos em MG. Dizem que é para chá de bebê... o q só aumenta meu nojo, revolta, indignação! É vergonhosa a maneira como os animais são tratados, simplesmente para atender alguma palhaçada fútil e inútil de seres humanos. A maiora das tintas são extremamente tóxicas, provocando uma série de problemas de saúde nos animais. Alô ibama. Alô icmbio. O crime está acontecendo em MG. Quem tiver informações sobre os responsáveis, deixe nos comentários! Ano novo eu resolvi tentar ficar mais c

PCMG desmantela quadrilha de traficantes em Cataguases: cinco pessoas foram presas


Nesta sexta-feira (03), a Polícia Civil de Minas Gerais deflagrou a operação “Murus”, com o objetivo de combater o tráfico ilícito de drogas e impedir que uma quadrilha suspeita de praticar o crime se instalasse em Cataguases. Foram cumpridos mandados de busca apreensão e de prisões preventivas na cidade, bem como em Ubá. Cinco pessoas foram presas, mas também foram apreendidos aparelhos celulares, dinheiro, drogas e um simulacro de arma de fogo.
Apurações realizadas pela Delegacia de Polícia Civil em Cataguases e coordenadas pelo Delegado Diego Mattos de Vilhena indicaram como teria atuado o grupo criminoso – que teria ligações em diversos estados da federação. “Negociava centenas de quilos de drogas, fazendo remessas para comunidades do Rio de Janeiro, bem como para cidades do Espírito Santo, além de abastecer, com drogas, os municípios de Ubá e de Cataguases, em Minas Gerais”, explicou.

Investigações também apontaram que o suspeito de ser o líder do grupo negociaria drogas diretamente na divisa do Brasil com Paraguai. “Onde foi possível perceber atuação de facções criminosas, que atuam com extrema violência, sendo possível obter imagens recentes de execuções de desafetos, com requintes de crueldade e com disparos de fuzil na cabeça de vítimas”, concluiu a autoridade policial, informando que três investigados encontram-se foragidos da Justiça.

A operação contou com a participação de cerca de quarenta policiais civis das cidades de Cataguases, Ubá, Leopoldina, Além Paraíba, Astolfo Dutra e Miraí.

Fonte: Polícia Civil de Minas Gerais

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases