AGORA É LEI: Em Cataguases autistas terão direito a Carteira de Identificação para garantia de direitos

Lei do vereador Ricardo Dias foi sancionada pelo prefeito José Henriques no último domingo (9) O prefeito de Cataguases, José Henriques, sancionou a Lei nº 4751/2021, de autoria do vereador Ricardo Dias que Institui e Regulamenta a emissão da Carteira de Identificação da pessoa com Transtorno do Espectro Autista (CIA/TEA) no âmbito do Município de Cataguases. O documento será emitido pelos Centros de Referências de Assistência Social (CRAS), vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Social e o portador poderá usufruir dos direitos concedidos a pessoa com TEA no Município, como preferência e prioridade total em todos os órgãos, setores e repartições públicas e particulares que possuam filas e ordem de chegada para fins de atendimento, gratuidade em estacionamentos públicos e privados, entre outros. A Lei já está em vigor e os responsáveis devem se dirigir a Secretaria de Desenvolvimento Social, localizada no Centro Administrativo na Rua Gama Cerqueira, 70, na Vila Domingos Lopes ou a um

Cataguases avança para a Onda Branca e vários estabelecimentos poderão abrir a partir de hoje


Conforme já havia sido anunciado pelo governador de Minas Gerais, Romeu Zema em transmissão ao vivo pelo Facebook na última quarta-feira (15) (vídeo abaixo da matéria), Cataguases e toda Macrorregião Sudeste, avança para a Onda Branca do plano Minas Consciente. A decisão veio após reunião semanal do Comitê Extraordinário Estadual Covid-19, que contou com a presença do presidente da Associação Mineira de Municípios, Julvan Lacerda.

Em Cataguases as deliberações foram ratificadas pelo Decreto Municipal 5.202J/2020 e passam a valer já nesta sexta-feira (17).

Com o avanço para a Onda Branca, as atividades econômicas liberadas são:
  • antiguidades e objetos de arte; 
  • armas e fogos de artificio; 
  • artigos esportivos e jogos eletrônicos; 
  • produtos agrícolas, plantas e floriculturas; 
  • móveis, tecidos e afins; 
  • formação de condutores e 
  • outras atividades assessórias (jurídicas, contabilidade, consultoria e auditoria contábil e tributária; consultoria em gestão empresarial; serviços de escritório e apoio administrativo).
Os bares e restaurantes, no entanto, seguem podendo funcionar apenas com o sistema de delivery e retirada no local.

Os protocolos que os estabelecimentos comerciais devem seguir estão disponíveis no site www.mg.gov.br/minasconsciente/empresarios.

Confira abaixo vídeo do governador Romeu Zema explicando sobre a mudança:

 

Comentários

  1. Acho uma inrresposabilidade com o crescimento da COVID 19,abrirem mais comércios. A cidade está lotada,pessoas sem máscaras. Dentro de alguns comércios abertos, não é mantido o distanciamento. Não está sendo feito praticamente nada para a população carente. Respiradores doados pela CBA, dinheiro que vem não está sendo usado no combate doença.

    ResponderExcluir
  2. Já li essa lista. Cadê os barbeiros e demais profissionais da área? Até quando essa palhaçada? A prefeitura tá ajudando as fabricantes de máquinas de cortar cabelos nas vendas? Esse é seu último mandato, William Lobo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases