Após denúncia MP irá apurar descumprimento de protocolo na vacinação contra a Covid-19 em Cataguases

Vereador Rafael Moreira solicitou nome das pessoas que foram vacinadas, mas não foi atendido A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Cataguases, por meio da Promotora de Justiça Amanda Merlini Dutra Osipe, instaurou procedimento para apurar eventual descumprimento dos Planos Nacional e Estadual de Vacinação contra a Covid-19, pelo Município de Cataguases nesta sexta-feira (22). Conforme Nota Pública daquela procuradoria, enviada para a redação do Site Mídia Mineira, o objetivo de tal procedimento será apurar se pessoas que não se enquadram no grupo prioritário eleito pelas autoridades  sanitárias foram beneficiadas com a imunização. Confira a nota na íntegra no final da matéria. A administração terá 24 horas para enviar os seguintes documentos: Encaminhar a relação de pessoas que já foram ou serão imunizadas, indicando o nome completo e qual o grupo prioritário pertence; Informar quantas doses foram destinadas a cada grupo prioritário; Explicar se foi possível vacinar todos os idosos

Proprietários e funcionários de lojas fazem manifestação para abertura total do comércio em Cataguases

Proprietários e funcionários de estabelecimentos comerciais realizaram uma passeata na manhã desta quarta-feira (27), na região central de Cataguases para pedir a abertura do comércio na cidade. Os manifestantes desceram o calçadão gritando o slogan "Queremos trabalhar!", até a Praça Dona Catarina e depois seguiram para a porta da Prefeitura Municipal onde afixaram cartazes.

Foto: Reprodução Rede Social

O Site Mídia Mineira entrou em contato com a prefeitura de Cataguases a qual informou que realizou reunião na tarde desta terça-feira (26), com representantes do CDL, do Sindicato do Comércio e com mais cinco comerciantes da cidade, onde foi exposto o Programa Minas Consciente do Governo Estadual, que - a exemplo da grande maioria dos municípios mineiros - foi aderido por Cataguases no dia 17 deste mês, através do Decreto 5202F/2020, onde inicia com a chamada "Onda Verde" que já prevê uma possível flexibilização a cada 21 dias, após análise da situação pelo Comitê Gestor Municipal da Covid-19, juntamente com a Macro Regional de Saúde.

A prefeitura informou também que enviou ofício para o Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, solicitando ao mesmo o retorno da possibilidade do comércio voltar a receber seus créditos, sem que os clientes adentrem ao estabelecimento e sem gerar aglomerações, com todas as observâncias das regras sanitárias. A representatividade da CDL ficou de enviar ofício também ao Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico e solicitar apoio da CDL estadual.

Outro ponto levantado pelo Município é que para avançar no Minas Consciente e liberar mais estabelecimentos para funcionar, a quantidade de leitos disponíveis e ocupados em UTI é importante. Para que isso aconteça, a Prefeitura de Cataguases já realizou todo esforço necessário para liberação dos cinco novos leitos de UTI no Hospital de Cataguases, como visita e liberação pela Vigilância Sanitária Municipal e reserva da verba para custeio dos leitos por até 3 meses ou até o credenciamento pelo Ministério da Saúde, necessitando apenas que o Hospital termine a contratação dos médicos. Cada leito vai custar por dia cerca de R$ 1600,00 para os cofres do Município, mesmo que não tenha ninguém ocupando.

Participaram da reunião o prefeito Willian Lobo de Almeida; o Procurador Geral, Yegros Martins Malta; o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Anízio Araújo; Humberto Lanziere, representando a CDL, José Porfírio, representando o Sindicato do Comércio e mais cinco empresários.

Programa Minas Consciente

Idealizado pelo Governo de Minas, o plano tem o objetivo de retomada gradual e responsável da economia de acordo com critérios que preservam a vida da população. O programa aborda uma ótica de retomada gradual, progressiva e regionalizada, embasada em critérios e dados epidemiológicos, a partir de um monitoramento constante da situação pandêmica e da capacidade assistencial. O plano Minas Consciente setoriza as atividades econômicas em quatro “ondas” (onda verde – serviços essenciais; onda branca – atividades de baixo risco; onda amarela – atividades de médio risco; onda vermelha – atividades de alto risco).

A liberação de cada estabelecimento, depende do CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) principal de cada um.

As avaliações para liberação de mais estabelecimentos ou fechamentos de outros serão feitas dentro de um período determinado e será levado em conta a relação entre o número de leitos e a incidência de novos casos, além do tempo médio para internação após solicitação, conforme a seguir:




Comentários

  1. O prefeito do P$DB não quis relaxar a ditadura dele, não? Prefere manter a cidade fechada criando desempregados? Nas eleições, já sabem: demita-o! Eu sempre fiz isso! Nunca votei nele e nem votarei!

    ResponderExcluir
  2. Convordo com o Mick.
    Ele trabalha, equipe trabalha e impõe a ditadura para pessoas nao trabalharem.
    Salario deles esta no bolso, e um alto volume de dinheiro no caixa da prefeitura.Para acabarem com o país.
    E todos aceitam.
    Uma coisa é cuidado, normas, grupo de risco, um certo isolamento, etc
    Outra coisa é parar o país e quebrar de vez.
    Quanto dinheiro jogado fora.
    Fui a Cataguases umas 20 vezes esses ultimos 2 meses.
    Um monte de gente trabalhando, um dinheirao sendo gasto,e ,se eu tivesse com o virus , nunca descobririam.
    Nenhuma vez olharam minha temperatura.So algumas perguntas.
    Nao estou aqui criticando quem estava trabalhando, até elogio,muito cansativo.
    Só em concordância com a outra opiniao,voto pra esse aí, nunca mais.
    Precisamos de pessoas "pró ativas", preocupado vom o povo.

    ResponderExcluir
  3. O pior é que daqui uns dias o povo vai se manifestar pela fome e frio. Triste realidade 😢

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases