Após denúncia MP irá apurar descumprimento de protocolo na vacinação contra a Covid-19 em Cataguases

Vereador Rafael Moreira solicitou nome das pessoas que foram vacinadas, mas não foi atendido A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Cataguases, por meio da Promotora de Justiça Amanda Merlini Dutra Osipe, instaurou procedimento para apurar eventual descumprimento dos Planos Nacional e Estadual de Vacinação contra a Covid-19, pelo Município de Cataguases nesta sexta-feira (22). Conforme Nota Pública daquela procuradoria, enviada para a redação do Site Mídia Mineira, o objetivo de tal procedimento será apurar se pessoas que não se enquadram no grupo prioritário eleito pelas autoridades  sanitárias foram beneficiadas com a imunização. Confira a nota na íntegra no final da matéria. A administração terá 24 horas para enviar os seguintes documentos: Encaminhar a relação de pessoas que já foram ou serão imunizadas, indicando o nome completo e qual o grupo prioritário pertence; Informar quantas doses foram destinadas a cada grupo prioritário; Explicar se foi possível vacinar todos os idosos

PRF apreende caminhão com 23 mil litros de combustível irregular em Leopoldina


A Polícia Rodoviária Federal (PRF), apreendeu, nesta quarta-feira (6), um 
caminhão com placas do Paraná, que transportava 23 mil litros de etanol hidratado de forma irregular. Segundo a PRF, a abordagem aconteceu no Km 12 da BR-267 em Leopoldina. Ao ser solicitada a documentação, o condutor, de 36 anos, entregou um DANFE tendo como origem a cidade de Jardinópolis/SP e como destino a cidade de Santo André,  também no estado de São Paulo.

Por estar fora da rota, e por haver o condutor declarado que seu real destino seria Duque de Caxias, no estado do Rio de Janeiro o veículo foi conduzido à UOP de Leopoldina para uma melhor averiguação da situação.  No local foi constatado também que o veículo conforme CRLV estava licenciado como Tipo/Espécie, veículo de carga, carroceria aberta, e não como se apresentava sendo um tanque.  Foi solicitado ao condutor que apresentasse o Certificado de Inspeção Veicular e o Certificado de Inspeção para Transporte de Produtos Perigosos, o que nas palavras do condutor, não possuia.  Desta forma, foi lavrado o Boletim de Ocorrência Criminal por enquadramento no artigo 2 da lei 8137/1990 - Crime contra a Ordem tributária- e por enquadramento no artigo  56 da lei 9605/1998 - Crime Ambiental.

O motorista, juntamente com o veículo foi encaminhado para pa Polícia Civil de Leopoldina para as demais providências.

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases