Notícia

Após fuga e perseguição, PRF recupera, em Leopoldina, veículo roubado há 4 meses em Contagem

No início da madrugada desta quarta-feira (23), agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) faziam fiscalização de rotina no km 768 da BR-116, em frente à Unidade Operacional da PRF, no município de Leopoldina (MG), quando deram ordem de parada ao veículo Fiat/Uno Sporting 1.4 de cor prata. Ao perceber a intenção da abordagem policial, o condutor acelerou o veículo em fuga e, prontamente, foi iniciado o acompanhamento tático com a viatura PRF.
Após realizar diversas manobras perigosas, colocando a vida de usuários em risco, o condutor bateu o veículo em um canteiro existente no trevo de acesso ao bairro das Palmeiras, no km 755 da BR-116.
Dessa forma, os policiais conseguiram conter o autor e conforme consulta nos sistemas disponíveis foi verificado que o veículo portava placas “dublês”, uma vez que a original possuía ocorrência de furto datada em 07/05/2020 no município de Contagem (MG). Perante o exposto, a PRF conduziu o preso para a delegacia da Polícia Civil de Leopoldina. O automóv…
Drogaria Santa Rita
Banner cadastramento cartão SUS
   

EXCLUSIVO: Caso de óbito de pastor por COVID-19 em Cataguases gera polêmica em rede Social

Site Mídia Mineira apurou as informações

Imagem: Rede Social / Reprodução
Em virtude das recentes polêmicas em redes sociais envolvendo a morte de um líder religioso no Município pelo novo coronavírus (Covid-19), onde populares relataram que o pastor havia estado com diversas pessoas e até participado de um culto na comunidade da Lajinha, o que culminou com a publicação de um vídeo, do presidente da Catedral das Assembleias de Deus em Cataguases, pastor Nelquiades Fernandes desmentindo o fato, o Site Mídia Mineira procurou, na manhã desta segunda-feira (4), contato com diversas pessoas para elucidar o caso. 

Pastor Nelquiades Fernandes foi categórico ao afirmar em vídeo que "Ele não fez culto em lugar nenhum", segundo o líder da igreja, a Assembleia de Deus está fechada desde o dia 18 de março e vem cumprindo o que foi acordado com o prefeito nas reuniões e decretos. O pastor também levanta a suspeita de que a morte de seu subordinado, poderia ter ocorrido por Dengue. "A princípio, o diagnóstico que vocês mesmo emitiram era de Dengue e agora, depois do falecimento vocês estão colocando a culpa na Covid-19. Vamos saber de fato, depois que o exame do laboratório chegar, vamos ver se era Covid-19 ou não, porque o diagnóstico, a princípio, que veio do Posto de Saúde e também do hospital era de Dengue, vamos saber depois", disse. 

Conforme apurado pelo Site Mídia Mineira, na manhã desta segunda-feira (4), uma equipe (composta pelo médico Dr. Joseph Freire, por uma servidora da Vigilância Sanitária do Município e pelo enfermeiro que atende a região), esteve na comunidade da Lajinha, onde foi apurado o seguinte: O pastor realmente não realizou culto oficial no local, mas esteve na comunidade onde participou de um evento social em uma residência e segundo os participantes, ele teve contato com poucas pessoas da casa e com um vizinho. No local ele teria realizado uma oração, o que pode ter sido confundido por alguns como culto. Na comunidade, cerca de 10 pessoas estão cumprindo o isolamento domiciliar devido este contato. 

"A coordenadora da Atenção Básica, a coordenadora da Vigilância em Saúde, a própria secretária de Saúde, Daniela e o prefeito municipal, Willian Lobo, fizeram o que tem de ser feito, informar, manter a transparência e acima de tudo, dar toda a assistência e fiscalizar o isolamento domiciliar, é o que foi feito, nós estivemos lá hoje, a parte médica, a enfermagem e a Vigilância Sanitária, justamente pra isso, para garantir a população a informação, a transparência e principalmente, a veracidade dos fatos, fiscalizando se realmente está sendo cumprindo o isolamento social. O trabalho é uma garantia de que a prefeitura, através de seu gestor, que é o prefeito Willian Lobo, está fazendo o que deve ser feito, com embasamento, dentro das determinações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde.", disse o médico. 

O Site também apurou, que uma enfermeira que atendeu o pastor no posto de saúde da Vila Reis, encontra-se de quarentena e que o pastor não relatou em seu atendimento que teria estado no Rio de Janeiro. 

Causa do óbito

Doutor Joseph também esclareceu que em relação aos questionamentos sobre a causa do óbito do pastor, conforme o Site Mídia Mineira já havia relatado, a confirmação da morte por Covid-19, foi realizada no Hospital de Cataguases através de um teste rápido que tem 70% de efetividade, mas que o material já foi enviado para a Fundação Ezequiel Dias (FUNED) para confirmação e por este motivo, o óbito consta no relatório da SMS como "óbito em investigação". "Existe a informação de que o pastor estaria com Dengue, mas até a presente data, não tem nenhum exame que foi entregue aos órgãos de saúde de Cataguases falando que ele tinha uma sorologia da Dengue ou hemograma com baixa de plaquetas", afirmou. O médico também falou sobre o boato de que a morte poderia ter sido por infarto e ressaltou que neste caso, reforça a suspeita da Covid-19. "Na fase avançada nós temos uma hiperinflamação de todo sistema funcional humano. Nós temos lesões renais, cardíacas, circulatórias, pulmonar e cerebrais e uma das consequências do coronavírus é a formação de microêmbolos, ou êmbolos, que são coágulos de sangue na circulação, o que pode causar um entupimento na circulação cardíaca, nas artérias coronárias, levando a um infarto", explicou.  

Em uma rede social, a cunhada do pastor disse que ele e seu irmão, foram diagnosticados com Dengue no Rio de Janeiro e que cinco dias depois, devido a piora de seu esposo, ele voltou ao hospital onde foi confirmado a contaminação por Covid-19 e que ele se encontra hospitalizado no Rio de Janeiro. Segundo a postagem, no primeiro atendimento, o pastor foi liberado junto com o irmão e que depois ele teria retornado para Cataguases. Confira ao lado.

Abertura de Igrejas

O Site Mídia Mineira questionou ao Executivo sobre a abertura de igrejas e foi informado que a decisão de não abrir foi unânime entre os pastores em reunião. 





.

Comentários

  1. Se o pastor participou de uma oração na comunidade da Laginha é como se fosse um culto. Aquela comunidade é quase toda formada por evangélicos então tinha muitos moradores presente. Porque o pastor Nelquiades quer contestar o resultado do hospital? Ridícula a posição tomada por ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque pretende se eleger nas eleições e não quer a imagem da igreja e a dele suja.

      Excluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases