Energisa utiliza helicóptero para inspeções na rede elétrica e garante agilidade em 95% dos serviços

Foram investidos R$ 180 mil para inspecionar 580 km de linhas. O compromisso da Energisa é a excelência no fornecimento de energia elétrica, serviço essencial para toda a população. Por isso, a empresa está investindo cada vez mais em tecnologia e modernizando a rede elétrica. Para agilizar as inspeções na rede, a Energisa Minas Gerais conta com equipamentos modernos e um helicóptero para inspeções visuais e termográficas aéreas nas linhas, garantindo maior rapidez. Dentro do planejamento estratégico de investimento na rede, no mês de março, foram inspecionados aproximadamente 580 km de linhas de transmissão, que interligam as subestações da área de concessão da Energisa em Minas Gerais, um investimento de cerca de R$ 180 mil. Utilizando equipamentos de alta tecnologia, com uma câmera das mais avançadas do mercado, acoplada ao helicóptero, é possível identificar, desde o estágio inicial, os locais onde ações corretivas devem ser realizadas de forma programada. A câmera de

Barreiras sanitárias de Viçosa entram em fase de adaptação

Prazo de 07 dias vai servir para mudança gradual da atuação das equipes



O Prefeito de Viçosa, Ângelo Chequer assinou na noite desta sexta-feira (29) o decreto municipal nº 5.477/2020, que marca o início de uma nova fase para as barreiras sanitárias instaladas nos acessos a Viçosa.

A partir da próxima segunda-feira (01), as barreiras começam a se adaptar para uma mudança de perfil. O trabalho das equipes será mantido da forma já praticada há mais de 60 dias, com controle de acesso apenas para pessoas com autorização cadastrada no site ou para serviços essenciais e entregas.

Entretanto, o prazo de 07 dias estipulado no decreto vai servir para a implantação de uma nova metodologia, focada na conscientização e monitoramento epidemiológico de todas as pessoas que cruzarem os pontos de barreiras presenciais. Propostas de ampliação das barreiras para âmbito microrregional também estão sendo analisadas.

De acordo com o coordenador das barreiras sanitárias, Luciano Piovesan, os próximos dias são de extrema importância para o futuro das ações: “estamos vendo o número de casos aumentar em todo o estado de Minas Gerais. Não vamos abrir nossas barreiras num momento tão crucial dessa batalha. Mas, já estamos nos preparando para uma nova fase”, afirma.

A nova fase das barreiras contempla ainda a alteração das equipes. Atualmente, seguranças terceirizados e servidores da prefeitura se revezam 24h para controlar a entrada e higienizar os veículos com permissão de passagem pelas rodovias que cortam o município. Das 24 barreiras de Viçosa montadas na zona rural e rodovias, 5 são presencias.

O reforço chega com os profissionais de saúde contratados no processo seletivo simplificado nº 03/2020 da Secretaria de Saúde. Vigias, enfermeiros e técnicos de enfermagem passarão a auxiliar no monitoramento e controle epidemiológico de todas as pessoas que cruzarem as barreiras. A intenção do futuro trabalho, segundo o Secretário de Saúde Marcus Schitini, será “rastrear quem vier de outra cidade, para conseguirmos mapear os possíveis focos de contágio e evitar que o vírus se espalhe na cidade”.

Autorização para trabalhadores de cidades vizinhas

A partir da próxima segunda (01), pessoas que moram em cidades vizinhas e trabalham em Viçosa, terão acesso permitido nas barreiras. A medida foi analisada pelos membros do Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES Viçosa) e sugerida ao prefeito. Para garantir o deslocamento, as empresas devem realizar o cadastro dos trabalhadores no site (ACESSE AQUI). A permissão vale para serviços essenciais e não-essenciais.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Viçosa

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases