Após denúncia MP irá apurar descumprimento de protocolo na vacinação contra a Covid-19 em Cataguases

Vereador Rafael Moreira solicitou nome das pessoas que foram vacinadas, mas não foi atendido A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Cataguases, por meio da Promotora de Justiça Amanda Merlini Dutra Osipe, instaurou procedimento para apurar eventual descumprimento dos Planos Nacional e Estadual de Vacinação contra a Covid-19, pelo Município de Cataguases nesta sexta-feira (22). Conforme Nota Pública daquela procuradoria, enviada para a redação do Site Mídia Mineira, o objetivo de tal procedimento será apurar se pessoas que não se enquadram no grupo prioritário eleito pelas autoridades  sanitárias foram beneficiadas com a imunização. Confira a nota na íntegra no final da matéria. A administração terá 24 horas para enviar os seguintes documentos: Encaminhar a relação de pessoas que já foram ou serão imunizadas, indicando o nome completo e qual o grupo prioritário pertence; Informar quantas doses foram destinadas a cada grupo prioritário; Explicar se foi possível vacinar todos os idosos

Barreiras sanitárias de Viçosa entram em fase de adaptação

Prazo de 07 dias vai servir para mudança gradual da atuação das equipes



O Prefeito de Viçosa, Ângelo Chequer assinou na noite desta sexta-feira (29) o decreto municipal nº 5.477/2020, que marca o início de uma nova fase para as barreiras sanitárias instaladas nos acessos a Viçosa.

A partir da próxima segunda-feira (01), as barreiras começam a se adaptar para uma mudança de perfil. O trabalho das equipes será mantido da forma já praticada há mais de 60 dias, com controle de acesso apenas para pessoas com autorização cadastrada no site ou para serviços essenciais e entregas.

Entretanto, o prazo de 07 dias estipulado no decreto vai servir para a implantação de uma nova metodologia, focada na conscientização e monitoramento epidemiológico de todas as pessoas que cruzarem os pontos de barreiras presenciais. Propostas de ampliação das barreiras para âmbito microrregional também estão sendo analisadas.

De acordo com o coordenador das barreiras sanitárias, Luciano Piovesan, os próximos dias são de extrema importância para o futuro das ações: “estamos vendo o número de casos aumentar em todo o estado de Minas Gerais. Não vamos abrir nossas barreiras num momento tão crucial dessa batalha. Mas, já estamos nos preparando para uma nova fase”, afirma.

A nova fase das barreiras contempla ainda a alteração das equipes. Atualmente, seguranças terceirizados e servidores da prefeitura se revezam 24h para controlar a entrada e higienizar os veículos com permissão de passagem pelas rodovias que cortam o município. Das 24 barreiras de Viçosa montadas na zona rural e rodovias, 5 são presencias.

O reforço chega com os profissionais de saúde contratados no processo seletivo simplificado nº 03/2020 da Secretaria de Saúde. Vigias, enfermeiros e técnicos de enfermagem passarão a auxiliar no monitoramento e controle epidemiológico de todas as pessoas que cruzarem as barreiras. A intenção do futuro trabalho, segundo o Secretário de Saúde Marcus Schitini, será “rastrear quem vier de outra cidade, para conseguirmos mapear os possíveis focos de contágio e evitar que o vírus se espalhe na cidade”.

Autorização para trabalhadores de cidades vizinhas

A partir da próxima segunda (01), pessoas que moram em cidades vizinhas e trabalham em Viçosa, terão acesso permitido nas barreiras. A medida foi analisada pelos membros do Centro de Operações de Emergência em Saúde (COES Viçosa) e sugerida ao prefeito. Para garantir o deslocamento, as empresas devem realizar o cadastro dos trabalhadores no site (ACESSE AQUI). A permissão vale para serviços essenciais e não-essenciais.

Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Viçosa

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases