Notícia

Energia elétrica fica mais cara a partir de hoje

A diretoria da ANEEL decidiu, em reunião extraordinária realizada nesta segunda-feira (30/11), reativar a sistemática de acionamento das Bandeiras Tarifárias. Aplicando a metodologia, ficou estabelecida a bandeira vermelha Patamar 2 no mês de  dezembro de 2020, com custo de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts-hora consumidos, o que deixa a energia elétrica mais cara a partir de hoje (01/12). Em maio deste ano, em virtude da pandemia do novo Coronavírus, a ANEEL havia decidido manter a bandeira verde acionada até 31 de dezembro deste ano, mas a queda no nível de armazenamento nos reservatórios das hidrelétricas e a retomada do consumo de energia  levaram à revisão da decisão hoje. Criado pela ANEEL, o sistema de bandeiras tarifárias funciona como uma sinalização para que o consumidor de energia elétrica conheça, mês a mês, as condições e os custos de geração no País. Quando a produção nas usinas hidrelétricas (energia mais barata) está favorável, aciona-se a bandeira verde, sem acréscimos
Drogaria Santa Rita
Banner cadastramento cartão SUS
   

Energisa doa 6,7 mil máscaras N95 para hospitais em 11 estados

Equipamentos estavam em estoque próprio e serão repassados a unidades de saúde que são referência para tratamento da Covid-19; 
Seguindo a recomendação das autoridades, máscaras de TNT e tecido serão distribuídas ao público interno.

O Grupo Energisa está doando 6.740 máscaras N95 a hospitais que são referência no tratamento da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. A decisão vai ao encontro da necessidade das instituições por esses equipamentos e às novas orientações do Ministério da Saúde quanto ao uso de máscaras para a população em geral. As unidades beneficiadas ficam nos 11 estados onde a empresa atua na distribuição de energia e que estão no foco do Movimento Energia do Bem. A distribuição está sendo realizada em função da disponibilidade de cada concessionária.

“As máscaras N95 estão sendo bastante necessárias nos hospitais que tratam os pacientes com Covid-19.  Decidimos ajudar a suprir essa carência que se repete em todo o Brasil”, afirma Daniele Salomão, Vice-Presidente de Gente e Gestão do Grupo Energisa.

As autoridades de saúde estabeleceram um novo protocolo para as demais máscaras, de TNT e tecido, recomendando o uso para a população em geral. Para suprir a demanda do público interno de dois equipamentos por turno, a Energisa encomendou 252.500 mil unidades, sendo 177.500 produzidas por empresas do Polo Têxtil de Cataguases (MG), cidade sede do Grupo Energisa, e as demais em outros municípios de área de atuação do grupo, tudo isso como uma forma de estimular e apoiar negócios locais onde o grupo atua. Esta remessa será distribuída este mês a todos os colaboradores do Grupo que estão trabalhando no campo, com maior probabilidade de contato com outras pessoas. Inicialmente, as máscaras estão sendo entregues às categorias que têm contato mais próximo com o público externo: leituristas, almoxarifes, vigilantes e recepcionistas. Conforme as encomendas forem sendo entregues, os demais colaboradores também passarão a receber as máscaras.

“Trata-se de uma medida de segurança adicional àquelas que já vigoram desde o início da pandemia, como a distribuição de álcool em gel e novas orientações de higiene e limpeza para todas as unidades e para as frotas. Nossa prioridade é garantir a saúde e a segurança dos colaboradores e a proteção da população em contatos eventuais”, completa a executiva.

Em Minas Gerais, cinco instituições receberão 650 unidades


A Energisa Minas Gerais destinou ao todo 650 máscaras para cinco instituições de saúde na sua área de concessão: Hospital de Cataguases, Hospital São Paulo de Muriaé, Hospital São Vicente de Paula de Ubá, Casa de Caridade Leopoldinense e Hospital César Leite de Manhuaçu. Essas unidades são referência para o tratamento de Covid-19 e as entregas começaram nesta sexta-feira, 17 de abril, em Cataguases, Muriaé e Manhuaçu. Ubá e Leopoldina receberão os equipamentos na próxima segunda-feira, 20 de abril. “A Energisa tem feito muito por nós. Não temos como agradecer todo o apoio e contribuição que vocês têm feito pelo hospital, sempre nos atendendo prontamente. Temos casos confirmados na cidade e precisamos cuidar da saúde e segurança dos nossos funcionários. Que Deus os abençoe e que consigamos superar essa etapa difícil e todos os obstáculos que advirão”, disse José Roberto Furtado, provedor do Hospital de Cataguases.

O médico Edivar Pereira de Almeida, provedor do Hospital São Paulo de Muriaé também agradeceu à Energisa. “Esta é uma iniciativa muito importante para a situação que estamos vivendo neste momento de pandemia do Covid-19. Somos referência na região para atendimento a esses pacientes e temos tido gasto grande e dificuldade de adquirir esses equipamentos. Agradecemos em nome da instituição a contribuição e apoio da Energisa, comentou.



“Em nome do nosso hospital, dos nossos profissionais e pacientes, agradecemos imensamente a doação das máscaras pela Energisa, neste momento de crise. Temos tido dificuldade para conseguirmos comprar, então esta doação é muito importante e vai ajudar a proteger a nossa equipe. Que esta ação inspire outras empresas e pessoas a também colaborarem com as instituições de saúde, nesse momento tão difícil para a nossa sociedade”, agradeceu o diretor Assistencial do Hospital César Leite de Manhuaçu, Chardson Roberto da Paixão.


“Conscientes de que as áreas de saúde têm muito mais necessidade desse tipo de equipamento de proteção, acreditamos que estamos no caminho certo. Para a Energisa, a saúde das pessoas vem em primeiro lugar. Por isso, estamos empenhados com uma série de ações de combate ao Coronavírus, buscando reduzir o impacto dessa crise”, comenta o Diretor-Presidente da Energisa Minas Gerais, Eduardo Mantovani.

Sobre a Energisa

Com 115 anos de história, o Grupo Energisa é o 5º maior em distribuição de energia elétrica. Uma das primeiras empresas a abrir capital no Brasil, a companhia controla 11 distribuidoras em Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Sergipe, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, São Paulo, Paraná, Rondônia e Acre. O Grupo atende a 7,8 milhões de clientes (o que representa uma população atendida de quase 20 milhões de pessoas) em 862 municípios de todas as regiões do Brasil, além de gerar aproximadamente 19 mil empregos diretos e indiretos.


Com a missão de transformar energia em conforto, desenvolvimento e oportunidades de forma sustentável, responsável e ética, a Energisa atua com um portfólio diversificado que engloba distribuição, geração, transmissão, serviços para o setor elétrico (Energisa Soluções), serviços especializados de Call Center (Multi Energisa), comercialização de energia (Energisa Comercializadora) e soluções em energias renováveis (Alsol).

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Energisa

Comentários

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases