Pular para o conteúdo principal
Unipac
Web Certificados
Drogaria Santa Rita DecolaNet RÁDIO BRILHO CATAGUASES - MG

Câmara de Dona Euzébia rejeita parecer do TCEMG e aprova contas de 2014 do ex-prefeito Mazinho

Decisão aconteceu após o ex-prefeito apresentar defesa em plenário. Nesta quinta-feira (2), os vereadores de Dona Euzébia rejeitaram o parecer do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) e aprovaram as contas do ex-prefeito da cidade, Itamar Ribeiro Toledo, o Mazinho, referente ao exercício de 2014. No dia 12 de agosto, os vereadores realizaram uma votação para analisar o parecer do TCE, mas a mesma foi anulada pelo próprio TCE, devido a falta de quórum e a ausência de defesa do ex-prefeito. Na ocasião, a Comissão de Finanças havia acompanhado o parecer do TCE, mas após o comparecimento de Mazinho, dentro do prazo regimental, os vereadores aceitaram os argumentos, fazendo com que a maioria dos membros da comissão mudassem o voto, deixando os demais edis à vontade para rejeitar o parecer por 6 votos a 3. Não é a primeira vez que a Câmara de Dona Euzébia rejeita um parecer do TCEMG.  O fato já ocorreu em outras duas oportunidades, quando os vereadores rejeitaram o parecer do

CBA reforça que barragem de Miraí é segura mesmo com chuvas e abalos sismicos em Muriaé

A Companhia Brasileira de Alumínio (CBA), enviou comunicado à imprensa informando que mesmo com os abalos sismicos em Muriaé e com o grande volume de chuva, a barragem de Miraí encontra-se segura. Segundo a Cia, as barragens da CBA foram projetadas e construídas para suportar uma chuva decamilenar, ou seja, a maior chuva que pode acontecer em um período de 10.000 anos e que possui sistema robusto de gestão de segurança.

Confira a nota na íntegra abaixo:
Comunicado oficial da CBA para a comunidade
A Companhia Brasileira de Alumínio – CBA informa que a barragem de Miraí encontra-se segura. Os abalos sísmicos e o grande volume de chuva que têm atingido a região não afetaram a estrutura da barragem. 
As barragens da CBA foram projetadas e construídas para suportar uma chuva decamilenar, ou seja, a maior chuva que pode acontecer em um período de 10.000 anos. 
A CBA reforça que possui um sistema robusto de gestão de segurança que garante a integridade física de suas barragens. Esse sistema, chamado SIGBAR, contempla rotinas de monitoramentos, que são realizados diariamente, semanalmente e mensalmente e, posteriormente, encaminhados aos órgãos fiscalizadores; bem como auditorias externas, conduzidas por uma empresa independente especializada e de competência reconhecida internacionalmente, que têm frequência mensal para os monitoramentos, controles e ações e semestral para avaliação geral da barragem.

Fonte: Assessoria de Comunicação CBA
Foto: CBA/Divulgação

Comentários

Anuncie Aqui Anuncie Aqui