Polícia Civil prende suspeito de cometer homicídio em Ubá

Na terça-feira (23/2), a Polícia Civil de Minas Gerais realizou o cumprimento de um mandado de prisão preventiva em desfavor de um homem, de 32 anos, suspeito de praticar homicídio consumado, no município de Ubá, na Zona da Mata mineira, em maio do último ano. Após trabalhos investigativos, a ação foi deflagrada por policiais civis da Delegacia de Homicídios, com apoio da Delegacia Antidrogas da 2ª Delegacia Regional em Ubá. Na ocasião, a vítima, do sexo masculino, foi encontrada morta no interior da casa dela, no dia 23 de maio de 2020. Conforme informações do delegado Bruno Salles Mattos, o laudo pericial concluiu que o homem já se encontrava morto há, aproximadamente, 48 horas, a partir do encontro de seu corpo. Após incessante investigação, apurações indicaram que o crime teria ocorrido em razão do investigado ter pretensão de assumir o bar da vítima e de ficar com os pertences do local. “Uma suposta história de uma sociedade com a vítima foi apresentada. Entretanto, ninguém - ao l

Operação da Polícia Civil em Muriaé recupera aparelhos eletrônicos e um contêiner

A Polícia Civil de Minas Gerais investiga, em Muriaé, a prática de apropriação indébita e de possíveis fraudes no comércio. Na quarta-feira (14), durante a operação denominada "Operação Fraudator", policiais civis deram cumprimento a três mandados de busca e apreensão em residências e em um estabelecimento comercial que resultaram na apreensão de bolsas, dinheiro, equipamentos eletrônicos, entre outros objetivos. Na última semana, os policiais civis localizaram um contêiner refrigerado, em um clube recreativo, na Zona Rural da cidade. Investigações apontam que suspeitos da prática de apropriação indébita do contêiner também estariam envolvidos em fraudes no comércio da cidade.

A ação ocorreu após dois meses de investigações da Delegacia de Defraudações de Muriaé, por intermédio do Delegado Titular Fábio Correia do Nascimento e equipe , e com apoio de investigadores de outras unidades da 4ª Delegacia Regional de Muriaé. “Tais diligências ensejaram na primeira fase da denominada ‘Operação Fraudator’, que teve como nascedouro a notícia da prática, em tese, da apropriação indébita de um contêiner refrigerado, de vinte pés, de valor comercial aproximado de R$ 25.000, oriundo de uma locação realizada na cidade de Itaperuna, Rio de Janeiro, transportado para Muriaé e não mais devolvido ao proprietário”, explicou a autoridade policial, informando que, nos cumprimentos dos mandados de ontem, foram recolhidos equipamentos eletrônicos, documentos e dinheiro para averiguações.

Ainda segundo o Delegado, a Polícia Civil investiga a participação de três pessoas no caso. As diligências seguem em andamento.




Fonte: Assessoria de Comunicação da Polícia Civil

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases