Proprietário de drogaria é preso em Pádua após vender comprimido abortivo para moradora de Cataguases

Um comerciante de Santo Antônio de Pádua, no Noroeste Fluminense, foi preso em flagrante, depois de vender, para uma moradora de Cataguases, um medicamento utilizado ilegalmente para a indução do aborto. De acordo com informações, a prisão aconteceu na quinta-feira (21). Policiais Militares do 36º BPM já haviam sido alertados através de denúncia anônima e interceptaram o veículo GM Celta de aplicativo, no bairro Cidade Nova, onde viajava uma mulher, moradora de Cataguases, que levava consigo quatro comprimidos do medicamento abortivo. Ela alegou ter acabado de adquirir em uma drogaria que fica naquele mesmo bairro e que teria pago através de transferência bancária, realizada pelo companheiro, que determinou a interrupção da gestação. O comerciante foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil para as demais providências. Com informações e foto da Folha de Italva  

Corpo é encontrado no Rio Paraíba em Além Paraíba

O corpo de um homem identificado como Euller Ferreira, 21 anos, foi retirado das águas do Rio Paraíba, em Além Paraíba, na manhã desta segunda-feira (29). 

Populares avistaram o corpo boiando sob a ponte Regis Bittencourt, na BR-116, divisa entre os estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro e acionaram a Polícia. O Corpo de Bombeiros resgatou o corpo que estava próximo a uma das margens. 

A vítima morava no bairro Morro do Cipó em Além Paraíba. 

A Perícia Técnica da Polícia Civil também compareceu ao local e após os serviços de praxe liberou o corpo para o Instituto Médico Legal (IML) de Leopoldina onde passará por exames de necropsia.

A causa da morte será investigada pela Polícia Civil.

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases