Notícia

MP volta atrás e candidata do PSDB Cataguases que renunciou alegando fraude eleitoral poderá ser responsabilizada

O Ministério Publico Eleitoral, voltou atrás no pedido de cassação dos candidatos a vereador pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) de Cataguases, após verificar inconsistências no depoimento da candidata Iracema Dornelas.
Segundo despacho do promotor, Dr. Gustavo Garcia Araújo, o depoimento da candidata, Iracema Dornelas, induziu a grave erro a Justiça Eleitoral e o Ministério Público Eleitoral, o que poderia ter prejudicado a candidatura de vários membros do partido. O MP chegou a esta conclusão, após analisar a defesa do partido, que mostra várias fotos tiradas pela candidata, santinhos, etc, demonstrando que a candidata sabia de sua candidatura e que não foi obrigada, como havia dito anteriormente.
Com a renúncia da candidata, o partido deverá colocar outra candidata em seu lugar, para que não haja prejuízo em relação a cota feminina.
O despacho do promotor também diz que medidas serão tomadas em relação às declarações da Sra. Iracema Dornelas.
Com o novo pedido do MP, o …
Drogaria Santa Rita
Banner cadastramento cartão SUS
   

TJMG mantém goleiro Bruno em regime fechado

Decisão da 4ª Câmara Criminal foi unânime

Em julgamento realizado nesta quarta-feira, 19 de junho, a 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), por unanimidade, não conheceu do recurso de agravo de instrumento do ex-goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza porque faltava a documentação necessária para a análise do pedido.

A defesa requereu a anulação da decisão que considerou falta grave o comportamento do ex-goleiro quando cumpria pena em regime semiaberto em Varginha. Em razão da falta disciplinar, ele foi transferido para a Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, em regime fechado. Em fevereiro passado, uma liminar autorizou o retorno dele a Varginha, onde permanece em regime fechado.


Com a decisão de hoje, proferida pelo relator desembargador Doorgal de Andrada, a situação do ex-atleta se mantém inalterada.

Escute abaixo o podcast com a entrevista do desembargador Doorgal de Andrada:


Fonte: TJMG

Comentários

  1. Agora vc pensa bem!! Um assassino condenado bebendo em um bar com 2 mulheres ao no Brasil msm esse cara tem que ficar preso numa solitária pelo resto da vida dele assim como os outros também e a moça ele tinha que dar conta do corpo dela falar onde estÁ não ficar assim sem ninguém saber???

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases