Energisa utiliza helicóptero para inspeções na rede elétrica e garante agilidade em 95% dos serviços

Foram investidos R$ 180 mil para inspecionar 580 km de linhas. O compromisso da Energisa é a excelência no fornecimento de energia elétrica, serviço essencial para toda a população. Por isso, a empresa está investindo cada vez mais em tecnologia e modernizando a rede elétrica. Para agilizar as inspeções na rede, a Energisa Minas Gerais conta com equipamentos modernos e um helicóptero para inspeções visuais e termográficas aéreas nas linhas, garantindo maior rapidez. Dentro do planejamento estratégico de investimento na rede, no mês de março, foram inspecionados aproximadamente 580 km de linhas de transmissão, que interligam as subestações da área de concessão da Energisa em Minas Gerais, um investimento de cerca de R$ 180 mil. Utilizando equipamentos de alta tecnologia, com uma câmera das mais avançadas do mercado, acoplada ao helicóptero, é possível identificar, desde o estágio inicial, os locais onde ações corretivas devem ser realizadas de forma programada. A câmera de

Polícia Militar prende casal com quase 190 papelotes de cocaína em ônibus que vinha de São Paulo para Cataguases


A Polícia Militar prendeu, na manhã desta sexta-feira (12), um casal que transportava drogas de São Paulo para Cataguases em um ônibus interestadual.

Conforme a PM, informações dando conta de que um homem, residente no bairro Haidee, estaria trazendo drogas de São Paulo para comercialização em Cataguases, acompanhado de sua esposa e filho, desencadeou uma operação policial nas proximidades do Antigo Clube Meca, onde o coletivo foi interceptado. 

Após buscas pessoal, os policiais localizaram com a mulher, de 23 anos, um invólucro com 189 papelotes de cocaína. O homem, também de 23 anos, alegou que ao avistar a equipe policial e iminente abordagem, teria repassado o pacote para a sua companheira. Ele alegou ainda que a droga não lhe pertencia e que teria recebido a quantia de R$ 1.000,00 para efetuar o transporte e que também teria sido ameaçado caso não fizesse o serviço.

O casal recebeu voz de prisão em flagrante pelo crime previsto no artigo 33 da lei 11.343/2006 e foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Cataguases para demais providências. Uma criança, de 1 ano e 3 meses, filho do casal, foi deixada sob os cuidados da avó paterna.

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases