Após denúncia MP irá apurar descumprimento de protocolo na vacinação contra a Covid-19 em Cataguases

Vereador Rafael Moreira solicitou nome das pessoas que foram vacinadas, mas não foi atendido A 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Cataguases, por meio da Promotora de Justiça Amanda Merlini Dutra Osipe, instaurou procedimento para apurar eventual descumprimento dos Planos Nacional e Estadual de Vacinação contra a Covid-19, pelo Município de Cataguases nesta sexta-feira (22). Conforme Nota Pública daquela procuradoria, enviada para a redação do Site Mídia Mineira, o objetivo de tal procedimento será apurar se pessoas que não se enquadram no grupo prioritário eleito pelas autoridades  sanitárias foram beneficiadas com a imunização. Confira a nota na íntegra no final da matéria. A administração terá 24 horas para enviar os seguintes documentos: Encaminhar a relação de pessoas que já foram ou serão imunizadas, indicando o nome completo e qual o grupo prioritário pertence; Informar quantas doses foram destinadas a cada grupo prioritário; Explicar se foi possível vacinar todos os idosos

Polícia cumpre mandado de busca e apreensão em hospital de São João Nepomuceno

A Polícia Militar cumpriu, na manhã desta terça-feira (2), mandado de busca e apreensão, solicitado pelo coordenador regional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde da Macrorregião Sanitária Sudeste, promotor Rodrigo Ferreira de Barros, no Hospital São João, em São João Nepomuceno. A suspeita é que o Hospital estaria cobrando por serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

Conforme informou o repórter Kadu Fontana, os policiais apreenderam diversos computadores e documentos devido uma denúncia de cobrança ilegal dos procedimentos.


O vice-provedor do hospital, Isaías Sporch de Freitas, disse que são infundadas as denúncias e que confia na direção da instituição.

Com informações e foto do Repórter Kadu Fontana

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases