Adolescente apontado como autor de homicídio é ouvido pela Polícia Civil em Muriaé

O menor confessou ter torturado e jogado a vítima amarrada, ainda com vida, dentro do Rio Preto em Muriaé. Nesta terça-feira (13), a Polícia Civil conseguiu identificar e capturar um adolescente de 17 anos, morador do bairro União em Muriaé, apontado como responsável pela morte de outro adolescente, de mesma idade, no último domingo (11). A vítima, identificada como Dejair Fernandes Da Silva (foto abaixo), teve as mãos amarradas e foi jogada no Rio Preto . Dejair foi morto com requintes de crueldade Foto: Rede Social De acordo com as investigações realizadas pela Delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o autor é apontado como gerente do tráfico de drogas no bairro União. A motivação foi o roubo de um celular de uma moradora do bairro pela vítima. O adolescente, como líder do tráfico no local, resolveu fazer justiça com as próprias mãos, para servir de exemplo para todos. Ele contou que torturou a vítima com pauladas e que depois teria amarrado as mão

Câmara de Cataguases vota amanhã lei sobre assédio sexual de mulheres em ônibus

Lei facilitará denuncias e identificação do suspeito

Foto divulgação / Agênncia Brasília
Será votado na sessão ordinária da Câmara Municipal de Cataguases, desta terça-feira (12), o Projeto de Lei nº 04/2019 de autoria do vereador Marcos Costa, o Marquinhos do Açougue (PSD) (foto abaixo), que dispõe sobre medidas de prevenção e combate ao assédio sexual de mulheres nos meios de transporte coletivo em Cataguases. 

Se aprovado, as empresas de transporte coletivo e o poder público deverão fixar adesivos no interior dos veículos de transporte contendo orientações acerca das medidas a serem adotadas pelas vítimas de assédio sexual dentro dos mesmos e como proceder para efetivar a denúncia. As empresas também deverão realizar, em parceria com os setores públicos ou instituições não governamentais de defesa dos direitos das mulheres, a capacitação e treinamentos dos trabalhadores do transporte público coletivo de passageiros, com foco na orientação sobre como agir nos casos de abuso sexual contra as mulheres. Elas também deverão disponibilizar os vídeos de câmeras de segurança dos ônibus pra identificação do autor do abuso.  O Poder Público Municipal deverá dispor de canal de comunicação para recebimento de denúncias de abuso sexual nos ônibus, resguardando o direito ao anonimato. 

A empresa de transporte coletivo que descumprir esta Lei ficará sujeita à multa de 1 Unidade Fiscal Municipal (UFM) que hoje está em R$ 321,99 e em caso de reincidência a cobrança dobrada. 


Se o projeto for aprovado ele seguirá para a sanção do prefeito e passa a valer após a publicação.  

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases