Notícia

PM cumpre mandados de busca em Dona Euzébia apreende drogas e prende 3 pessoas

A Polícia Militar cumpriu 3 mandados de busca e apreensão no Município de Dona Euzébia, na tarde desta terça-feira (24), que culminou na apreensão de drogas e com a prisão de duas pessoas. A ação faz parte da Operação Sentinela da Zona da Mata e contou com a colaboração de um detetive da DPJ de Cataguases. Segundo a PM, em uma casa alvo, foi localizada uma bucha de maconha e o proprietário foi conduzido para lavratura de um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) de uso/consumo, sendo liberado posteriormente. Nas outras duas casas, residência conjugadas, foi capturado um foragido da justiça, e o irmão dele  foi preso por tráfico de drogas praticado pelos dois. No local foi apreendido: 10 buchas de maconha, 4 pinos de cocaína, 40 pedras de crack, 1 balança de precisão e R$ 50,00 em moeda corrente.
Drogaria Santa Rita
Banner cadastramento cartão SUS
   

Barragem se rompe em Brumadinho na Região Metropolitana e centenas de pessoas estão desaparecidas

Uma barragem de resíduos de mineração rompeu nesta sexta-feira (25) em Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O acidente atingiu a sede administrativa da Vale do Rio Doce, empresa responsável pela barragem, onde centenas de pessoas trabalhavam, bem como uma vila de moradores que foi inundada por uma lama marrom-avermelhada.

Parte da cidade de Brumadinho foi evacuada e os bombeiros resgatam pessoas em helicópteros e veículos terrestres. Um rio de lama soterrou casas e interditou uma estrada. 

"Eu nunca vi nada parecido", disse Josiele Rosa Silva Tomas, presidente da associação de moradores de Brumadinho, à Associated Press por telefone. "Foi horrível ... a quantidade de lama que tomou conta da cidade."


Sete corpos foram resgatados no final desta sexta-feira, de acordo com um comunicado do gabinete do governador de Minas Gerais, mas a tragédia pode trazer um número de mortos bem mairo, uma vez que centenas de pessoas estão desaparecidas.

Fabio Schartzman, CEO da Vale, disse que não sabia o que causou o colapso. Cerca de 300 funcionários estavam trabalhando quando isso aconteceu. Cerca de 100 foram contabilizados e os esforços de resgate estavam em andamento para determinar o que havia acontecido com os outros.

"As principais vítimas foram nossos próprios trabalhadores", disse Schartzman em entrevista coletiva. Ele disse que um restaurante foi enterrado pela lama na hora do almoço.

O acidente acontece pouco mais de 2 anos após a tragédia de Bento Rodrigues, distrito de Mariana, quando uma barragem da Samarco Mineração S.A, empresa controlada pela Vale, se rompeu, causando o pior desastre ecológico do Brasil e resultando em 19 mortes.

Comentários

Banner cadastramento cartão SUS Campanha Mídia Mineira para o uso de máscaras DJ Fábio Dias Cataguases